Apple investe US$ 290 milhões na compra de novos escritórios em Cupertino

Por Rafael Arbulu | 22 de Agosto de 2019 às 09h54
Unsplash
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

A Apple está firmando raízes ainda mais profundas em Cupertino, no estado da Califórnia. Segundo informações divulgadas pelo site Mercury News, a companhia investiu US$ 290 milhões (pouco mais de R$ 1,16 bilhão) na compra de dois complexos corporativos relativamente próximos ao seu atual campus tecnológico e quartel-general.

De acordo com o site, a Apple já vinha utilizando a região para o desenvolvimento de diversos projetos ao longo dos últimos anos e optou por adquirir os dois prédios para dar continuidade à sua expansão física pelos Estados Unidos. A empresa também tem o Apple Park e estruturas corporativas em San Jose e Sunnyvale, embora Cupertino ainda seja o principal centro de seus esforços administrativos.

Novos escritórios da Apple em Cupertino: edifícios estão próximos ao campus principal da empresa (Imagem: Google Maps)

“A Apple realmente adora estar em Cupertino, e isso é uma forma de ela solidificar a sua presença por aqui”, disse Eric Fox, diretor executivo da incorporadora Cushman & Wakefield.

Os dois edifícios são chamados de “Cupertino City Center 1” e “Cupertino City Center 2” e já estão em reforma para acomodar a fabricante. Se conhecemos bem a Apple, o projeto deve tomar mais tempo que o normal, dada a atenção que a empresa dá aos detalhes estéticos e identificação visual.

Aqui no Brasil, embora não muito divulgada, a Apple também tem um escritório administrativo: ele fica em São Paulo, na região do Itaim Bibi, zona sul da capital. Ao contrário do campus de Cupertino, porém, a estrutura paulista da Maçã se limita a um andar em um prédio comercial onde também ficam empresas como o braço brasileiro da agência de notícias Bloomberg e o banco de investimentos Goldman Sachs.

Como de costume, a Apple não comentou o investimento (embora os dados sejam públicos), tampouco que tipos de projetos os dois novos edifícios poderão abrigar.

Fonte: Mercury News

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.