Apple investe US$ 250 milhões em pesquisas de displays da Corning

Por Felipe Demartini | 17 de Setembro de 2019 às 12h39
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

A Apple anunciou nesta terça-feira (17) um investimento de US$ 250 milhões na Corning, fabricante do Gorilla Glass, que está presente no iPhone, iPad, Watch e outros dispositivos da empresa, bem como em bilhões de aparelhos ao redor do mundo. Os fundos são voltados para o desenvolvimento e refinamento de materiais que tornem as telas de dispositivos móveis, principalmente, mais resistentes e duráveis.

Os novos fundos também se unem a investimentos já feitos no passado e reforçam a parceria entre Apple e Corning. Em maio de 2017, a Maçã já havia investido US$ 200 milhões na fabricante, com o total combinado, agora, sendo investido no que a companhia de Cupertino chama de próxima geração de telas para dispositivos móveis. Ambas estão juntas desde o primeiro iPhone, e o novo aporte financeiro sacramenta que elas continuarão lado a lado por mais um bom tempo.

O dinheiro é oriundo do Fundo para Fabricação Avançada, um segmento criado dentro da estrutura da Apple para fomentar a pesquisa de tecnologia de ponta em território americano. Esse último caráter, inclusive, foi enaltecido pela Maçã ao anunciar o investimento na Corning, com a empresa chamando atenção para o fato de toda a família do iPhone 11 contar com telas produzidas em uma fábrica na cidade de Harrodsburg, no estado americano de Kentucky.

Parceria da Apple com a Corning vem desde os primórdios do iPhone, que sempre contou com tecnologia Gorilla Glass em seus mais diferentes produtos e iterações (Imagem: Divulgação/Apple)

Mais do que isso, a empresa de Cupertino afirma que a parceria com a Corning transformou a unidade em um centro de excelência para o desenvolvimento de tecnologias de proteção e display para dispositivos móveis. São cerca de 400 engenheiros trabalhando na unidade de Harrodsburg, que funciona há 65 anos e é uma das fábricas mais antigas dos Estados Unidos, tendo começado sua história na indústria de vidro.

No anúncio, a Apple também chama a atenção para a geração de empregos motivada pelos gastos de mais de US$ 3 bilhões desde 2017, em vidro usado nas telas de seus aparelhos. De acordo com ela, são 400 pessoas trabalhando, hoje, na unidade da Corning no Kentucky, algumas delas com mais de 14 anos de experiência, tendo trabalhado no iPhone desde seu nascimento. Além disso, ela cita os mais de mil empregos diretos e indiretos criados pela parceria entre as companhias.

Mais do que anunciar o novo investimento, o comunicado liberado pela Apple também chama a atenção para os investimentos feitos pela empresa na indústria americana. Segundo a empresa, investimentos são feitos para que seus produtos tenham uma determinada quantidade de componentes desenvolvidos ou produzidos nos EUA, uma iniciativa que, em 2018, teria levado a US$ 60 bilhões em gastos junto a fabricantes do país, bem como à geração ou manutenção de 450 mil postos de trabalho em todos os 50 estados.

Fonte: Apple

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.