Apple e Google lideram ranking das marcas mais valiosas do mundo

Por Redação | 25 de Setembro de 2017 às 11h35

Por mais um ano, as empresas de tecnologia aparecem em grande número no ranking das marcas mais valiosas do mundo, segundo a consultoria Interbrand. Sete marcas entre as dez primeiras colocadas são do setor tecnológico. O ranking é elaborado com base em três aspectos que constituem o valor acumulado de uma marca, sendo eles: performance financeira dos produtos e serviços, papel da marca na decisão de compra do consumidor, e força da marca para garantir um preço maior ou futuros ganhos para a empresa.

A Apple aparece na liderança do ranking, com crescimento no valor da marca de 3%, alcançando o valor de US$ 184,15 bilhões. Já a Google cresceu 6%, batendo a marca de US$ 141,70 bilhões. Este é o quinto ano consecutivo que ambas as companhias ocupam as duas primeiras colocações do ranking. Na terceira colocação também aparece uma empresa ligada ao setor tecnológico. A Microsoft obteve um crescimento de 10% no valor de marca, com seu nome valendo US$ 79,99 bilhões.

A Coca-Cola é a primeira marca que não está atrelada ao setor de tecnologia a aparecer no ranking. Avaliada em US$ 69,73 milhões, a marca teve um decréscimo de 5%. Em seguida aparecem a Amazon, Samsung, Toyota, Facebook, Mercedes-Benz e IBM. Como o ranking completo aponta, mais da metade das empresas fazem parte de apenas quatro setores: Automotivo, com 16 representantes; Tecnologia, com 15 marcas; Serviços Financeiros, com 12 empresas; e Bens de Consumo, representado por 9 companhias.

O setor de tecnologia foi o terceiro que apresentou maior crescimento, com 8%. O segmento só ficou atrás do Varejo (19%) e do Artigos Esportivos (10%). Entre as marcas que estrearam no ranking estão duas do setor tecnológico. A Netflix e a Salesforce.com aparecem, respectivamente, na 78º e 84º posições.

Em relação às variações no valor de marca das empresas presentes no ranking, o Facebook foi a que mais apresentou crescimento, com espantosos 48%. Esse é o segundo ano consecutivo que a empresa é a que mais cresce entre as posicionadas na lista da Interbrand. A Amazon aparece na segunda posição com 29% de crescimento, seguida da Adobe (19%), Adidas (17%) e Starbucks (16%). A IBM foi a empresa que apresentou maior queda no valor de marca entre as 10 primeiras colocadas, com decréscimo de 11%.

Sobre as marcas brasileiras, a diretora geral da Interbrand, Daniella Giavina-Bianchi, afirmou que o "Brasil teve uma contribuição importante no expressivo crescimento das marcas de tecnologia no ranking de 2017", mas que as empresas locais ainda não atendem aos critérios para entrar na lista das marcas globais mais valiosas, visto que algumas, mesmo que possuem valor financeiro, não ostentam uma presença global significativa.

Fonte: Interbrand

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.