Top 5: Tendências de empreendedorismo para 2013

Por Redação | 15.01.2013 às 07:10

Ingrid Vanderveldt é uma empresária norte-americana e primeira integrante do programa 'Enterpreneur in Residence', da Dell, no qual ela tem a missão de administrar um fundo de US$ 100 milhões nos Estados Unidos voltado ao estímulo do empreendedorismo.

Ela acredita que o setor vai passar por algumas mudanças em 2013, e citou cinco de suas previsões em uma matéria para o Mashable. Confira quais são essas previsões de Ingrid para o empreendedorismo neste novo ano que começou.

1. Estratégias alternativas de financiamento

Devedores e credores estão ficando criativos, segundo Ingrid Vanderveldt. Os sites de crowdfunding (como o Kickstarter) e empréstimos on-line P2P (peer-to-peer) são apenas alguns exemplos de instrumentos de financiamento alternativos e inovadores cada vez mais disponíveis para os líderes empresariais.

Crowdfunding

2. Tecnologia escalável

Com a explosão do Big Data (previsto para aumentar 43% nos próximos 10 anos) e a adoção acelerada da nuvem, mais e mais empresas vão olhar para a tecnologia como uma vantagem estratégica. Como os orçamentos permanecem apertados, os empresários estão passando a enxergar os fornecedores de tecnologia como consultores, esperando que eles forneçam serviços de TI e recomendações personalizadas que atendam às suas necessidades comerciais específicas.

Tecnologia escalável

3. O problema do capital humano

Um dos programas da Dell ajudou a descobrir que é difícil para os empresários ter acesso a bons talentos. As empresas podem ganhar muito se descobrirem como maximizar e potencializar o capital humano existente dentro da própria companhia como uma extensão dos negócios e do ecossistema empresarial. Oportunidades de networking pessoal e online nunca foram tão valiosas.

Capital Humano

4. Empresários estão cada vez mais jovens

Durante os últimos anos vimos casos de jovens que conseguiram construir impérios antes mesmo de chegar à faculdade, seja por meio de desenvolvimento de aplicativos, blogs, criação de redes sociais, entre outras atividades. Segundo Ingrid, a tendência é que, cada dia mais, grandes empreendimentos saiam de mentes mais jovens.

5. Empreendedorismo social

O foco no positivo impacto social e ambiental tem estimulado concursos, bolsas de estudo e as práticas de negócios a se tornarem mais centradas no conceito de dar o melhor para uma comunidade global.

Empreendedorismo social