Pesquisa aponta que 70% dos trabalhadores móveis usa seus próprios dispositivos

Por Redação | 10 de Junho de 2013 às 12h00

Uma nova pesquisa feita pela empresa provedora de serviços de rede Wi-Fi 'Ipass' indica que a combinação de BYOD e acesso Wi-Fi gratuito estão resultando em forças de trabalho móveis mais produtivas. Para concluir o relatório, a Ipass entrevistou 1.150 trabalhadores empresariais móveis e descobriu que 70% deles adotam as políticas de BYOD, inclusive, para alguns deles, usar seus próprios dispositivos é uma obrigação.

Dentre os entrevistados, 35% disseram que a política BYOD de uma empresa pode influenciar suas escolhas de emprego. A Ipass constatou ainda que os trabalhadores móveis na América do Norte trabalham 50 horas por semana, em média, ficando à frente dos trabalhadores da Ásia (48 horas) e da Europa (47 horas). No total, 51% dos entrevistados relataram que trabalham 50 ou mais horas por semana.

Em suma, o relatório indicou que é evidente que BYOD e Wi-Fi são pontos críticos para ambientes de trabalho produtivo. "Embora o BYOD e Wi-Fi não estejam em toda parte, esta pesquisa indica que os trabalhadores móveis querem ter acesso à conectividade confiável e de custo eficaz quando e onde eles precisarem trabalhar", disse Evan Kaplan, CEO da Ipass, de acordo com o site Datamation.

O relatório apontou que 41% dos entrevistados disseram que a falta de um sinal Wi-Fi adequado coloca-os fora de sua meta, pelo menos em 10% da jornada de trabalho. Isso pode resultar em 251 horas perdidas, ou mais de um mês de perda de produtividade, por ano, por trabalhador. Dezoito por cento dos entrevistados ainda disseram que são improdutivos em, pelo menos, 25% do seu dia, devido à falta de Wi-Fi gratuito.

Leia também: BYOD: Como a mobilidade pode mudar o jeito como você trabalha

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.