One Sony: A nova Sony para tirar a antiga do vermelho

Por André Fogaça | 12 de Abril de 2012 às 13h00

Assim como mutias empresas gigantes, a Sony não anda bem das pernas. O resultado financeiro do ano fiscal passado não foi nada positivo e fez com a famosa marca nipônica fosse obrigada a passar por uma forte reestruturação. Agora todo o grupo de empresas da Sony se chama One Sony.

Sony

No último ano fiscal, que acabou no dia 31 de março, a empresa percebeu que nada menos que US$ 6,4 bilhões foram perdidos e que este número está muito acima do que era esperado para o período. Este prejuízo é o maior registrado pela empresa e o quarto ano consecutivo que a marca fecha no vermelho. Para mudar as coisas, um gigantesco plano de reestruturação de toda a companhia foi elaborado e se chama One Sony.

O objetivo é de cortar gastos e fazer o dinheiro voltar a entrar no caixa. Infelizmente o plano passa pelo corte de 10 mil postos de trabalho em todo o mundo. Claro que a reestruturação tem seu preço: US$ 926 milhões. Isso deve ser suficiente para mudar muita coisa, não?

Segundo a própria Sony, o foco em aparelhos de TV vai cair em 40% e a maior parte dos investimentos vão para os setores que mais arrecadam. Isso inclui o de games, aparelhos móveis e imagem digital. Tudo isso deve aumentar em cerca de 70% as vendas de cada uma das três partes que falamos, algo bastante significativo para um só ano fiscal. A empresa também deve transferir parte de suas tecnologias de tela para empresas de pequeno e médio porte, que deve focar em países emergentes como a Índia, China e México.

Com tamanho balanço por dentro, será que a Sony volta a competir com empresas de peso como a Samsung e LG? Estas duas aprenderam como produzir bons produtos e não cobrar tão caro por isso, algo que a Sony não faz há tempos.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.