Mulheres são apenas 5% de altos cargos em grandes empresas

Por Redação | 08 de Outubro de 2013 às 13h37

Neste mês, Cristina Palmaka assumiu a presidência da SAP Brasil. No entanto, ela é uma das poucas mulheres a ocupar posições de liderança em grandes empresas latino-americanas: no total, são apenas 5%. O relatório foi apresentado pela multinacional Unilever na última segunda-feira (07/10), em São Paulo, durante o Fórum "Momento Mulheres".

O estudo foi elaborado pela consultoria norte-americana McKinsey, que também apontou que empresas que contam com mulheres no conselho têm um lucro 47% maior do que as têm apenas homens.

Entretanto, a diferença de salários persiste: 27% das executivas ganham menos que homens que exercem a mesma função, um aumento em relação a 2011, quando a porcentagem era 26,3%, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad).

No fórum Momento Mulheres, de acordo com a Exame, se destacaram as empresas Unilever, que conta com 49% de executivas, e a Vale, que concentra uma grande quantidade de homens em cargos de liderança.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.