Empresas aéreas investem em internet banda larga para voos

Por Redação | 09 de Junho de 2014 às 10h22

A Aeromexico, companhia aérea global do México, pretende ser a primeiro da América Latina a oferecer banda larga a bordo para os seus passageiros. A empresa escolheu a Panasonic Avionics Corporation (Panasonic) para ser a provedora mundial de Wi-Fi em suas aeronaves.

A companhia aérea utilizará o serviço do satélite Ku-band da Panasonic, rede mundial que é destinada exclusivamente à aviação. Inicialmente, a Aeromexico encomendou o serviço de Wi-Fi para nove aeronaves da sua frota de Boeing Dreamliners 787-8.

Tanto o CEO da Aeromexico, Andres Conesa, como o da Panasonic Avionics, Paul Margis, comemoraram a parceria entre as empresas. Eles ressaltaram a importância deste serviço estratégico oferecido aos clientes, que terão acesso a Wi-Fi de banda larga em todos os lugares, independente de onde a aeronave estiver.

A parceria entre as empresas não se limita a disponibilidade de Wi-Fi para a frota de Dreamliners. A Aeromexico também irá equipar as aeronaves 787 com um sistema de entretenimento da Panasonic. Serão instaladas a bordo telas Elite de 16 polegadas e alta definição na Classe Premier e monitores ecológicos com telas touch na cabine da Classe Econômica.

As companhias também pretendem oferecer um aplicativo de mapa móvel, com informações sobre o voo em tempo real; um aplicativo de Jukebox, no qual os passageiros poderão criar listas de músicas a partir de 1.500 canções disponíveis no sistema e, por último, o SeatChat, que permitirá que os passageiros possam trocar mensagens com outros viajantes da cabine via sistema IFE.

A Panasonic e a Aeromexico não são as únicas que estão investindo no segmento de internet em aviões. A Inmarsat anunciou na semana passada o pedido de um novo satélite de banda-S, que será chamado de Europasat. O objetivo da companhia é implementar uma rede integrada de telecomunicações em toda Europa para fornecer aos passageiros de voos executivos e comerciais o acesso à internet durante as viagens. A empresa também pretende complementar o serviço via satélite com uma rede air-to-ground, integrada em toda a Europa.

Além da conectividade de banda larga para os passageiros na Europa, a Inmarsat pretende reunir a nova oferta ao serviço de Global Xpress, expandindo a capacidade de cobertura da empresa para todo o globo. Uma das empresas que já estão em fase de negociação com a Inmarsat é a British Airways, que pretende iniciar a oferta de internet a bordo nas rotas domésticas.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.