E-commerce: big data e gestão automatizada a favor do aumento de performance

Por Colaborador externo | 23 de Maio de 2013 às 06h10

Por Marcelle Xavier*

Os números relacionados ao e-commerce não param de subir: com um faturamento de R$22,5 bilhões, o setor vem crescendo com uma taxa de 40% ao ano. A competição está cada vez maior e brigar nesse cenário exige novos processos, métodos e ferramentas que respondam na rapidez esperada no ambiente digital.

Como precificar os produtos mantendo a margem de lucros, quando uma campanha de anúncios deve ser finalizada, quais produtos devem ser destacados nos banners do site, o que anunciar nos links patrocinados, como manter altas taxas de conversão em anúncios de comparadores de preços, como atender os clientes de forma ágil e segmentada, como recuperar carrinhos abandonados, quais produtos devo indicar para cada cliente... Essas são só algumas das decisões que devem ser tomadas para ter um e-commerce competitivo. Em um cenário onde poucos minutos podem fazer toda a diferença e seu concorrente está a apenas alguns cliques de distância, a gestão automatizada de e-commerce se torna uma realidade cada vez mais necessária.

O novo ciclo dos e-commerces consiste no uso de tecnologia e big data a favor do ganho de performance. Softwares inteligentes corretamente configurados com informações estratégicas do negócio substituem uma infinidade de planilhas, automatizando processos e tornando as decisões mais precisas e agéis.

O preço dos produtos é determinado a partir de informações do mercado (preço e estoque dos seus concorrentes) e pode ser alterado várias vezes ao dia desde que respeite a margem mínima estabelecida. Campanhas de links patrocinados são pausadas automaticamente caso o lucro obtido com a venda dos produtos anunciados não compense o investimento, o que poderia gerar um prejuízo de milhares de reais com uma desatenção de poucas horas. As interações dos clientes como avaliações de produtos, reclamações e abandono de carrinhos são respondidas em tempo real com ações segmentadas que aumentam significativamente a chance de conversão.

Essas são apenas algumas soluções de gestão automatizada de e-commerce a favor do ganho de performance. Estudos apontam que o uso de softwares de gestão pode aumentar a margem de lucros das empresas em até 60%. Em um cenário onde qualquer aumento de receita é uma vitória, esse pode ser um caminho para revolucionar a receita dos e-commerces.

* Marcelle Xavier é responsável pelo Marketing da Uaizo, empresa focada na gestão automatizada de e-commerce.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.