Adidas utilizará MicroStrategy e SAP HANA para se reaproximar dos clientes

Por Redação | 26.08.2014 às 16:40
photo_camera Reprodução

A fabricante de materiais esportivos alemã Adidas anunciou nesta segunda-feira (25) que passará a utilizar os softwares de análise da MicroStrategy integrado ao SAP HANA. Com a nova estratégia, a companhia busca melhorar a forma como responde às tendências de compra dos consumidores e aproximar-se deles.

Para Michael Voegele, vice-prsidente global de TI e chefe de arquitetura corporativa do Grupo Adidas, a parceria adiciona uma nova opção às tecnologias que já são utilizadas pela companhia para criar um big data estratégico e gerar insights acionáveis.

"Queremos obter mais insights de concorrentes a partir da web, combinados com nossas informações colhidas por meio de nossos sistemas de back-end e outros ambientes", comenta o executivo. "Isso é o que enxergamos como parte de uma solução capaz de nos aproximar de nossos consumidores".

Ainda segundo Voegele, o principal desafio da empresa agora é converter os antigos relatórios financeiros em algo que ajude a companhia a prever o que vai acontecer no mercado, do que os consumidores gostarão e o que influenciará o consumidor no que diz respeito às suas decisões de compra.

Enquanto a Adidas busca resolver essa indagação, o departamento de TI vai trabalhar com quatro data warehouses consolidados que agora são executados em um ambiente SAP HANA. A nova plataforma se conecta a bancos de dados tradicionais, a outros conjuntos de dados encontrados em clusters da Hadoop e à sua própria plataforma CRM que possui informações de clientes. Com este novo ambiente, a expectativa do executivo é que a empresa agilize a entrega de insights para seus parceiros de negócios graças ao recurso de BI self-service.

Outra grande aposta da companhia é a disponibilização das análises em plataformas móveis que, segundo Voegele, a torna mais ágil para reagir às mudanças das tendências de consumo.

"Essa distância entre nós e quem compra nossos produtos tem crescido e vemos o BI como base para entender cada consumidor (...). Queremos olhar para um único consumidor e certificar-nos que ele teve uma boa experiência com o Grupo Adidas. A ideia é que, no final do dia, isso nos ajude a chegar mais perto de nossos consumidores", ressaltou Voegele.