5 dicas para vender mais neste final de ano

Por Redação | 14 de Dezembro de 2016 às 14h49

O final do ano está chegando e trazendo com ele a expectativa de aumento nas vendas. Este é mesmo um momento crucial, pois algumas pesquisas já indicaram que o último trimestre é responsável por até 40% do faturamento total do ano para alguns lojistas.

Na reta final de 2016 as coisas não devem ser diferentes: um levantamento Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em parceria com Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostrou que 41% dos trabalhadores pretendem fazer bicos para comprar mais presentes.

“Tradicionalmente, este é um período em que grandes somas de dinheiro entram em circulação no comércio, ajudando a movimentar as vendas de produtos e serviços em diversos setores”, avalia o educador financeiro do SPC Brasil, José Vignoli. “Além do 13º, com a chegada das festas de fim de ano, muitos consumidores costumam recorrer aos trabalhos informais, ou ‘bicos’, para comprar presentes melhores ou em maior quantidade”, conclui.

Se você faz parte do grupo que quer aproveitar o final do ano para alavancar as vendas do seu negócio, as dicas de um especialista podem ser bem úteis. Fernando Alves e Rafael Galdino, da agência de lançamento de produtos digitais Neuari, listaram 5 formas de utilizar as datas comemorativas para vender mais – e por que não aproveitá-las ao longo do próximo ano?

1- Saiba se o público realmente compra na data específica

Se o público-alvo de um determinado produto ou serviço é formado por jovens ou adolescentes, talvez o Natal não seja a data mais significativa, já que eles tendem a não comprar muitos presentes. Fernando explica que é preciso ter uma visão muito clara do avatar que simboliza o cliente ideal de um negócio ou produto. “Se o seu produto é tido como um luxo, por exemplo, a comunicação vai precisar dizer que essa pessoa merece esse presente para si mesma no Natal”, sugere Fernando. Cursos e treinamentos, por exemplo, costumam ser menos vendidos em períodos de fim de ano, mas isso precisa ser analisado caso a caso, conforme o especialista.

2- Pense em tudo com antecedência

Segundo Galdino, o segredo para vender mais está no planejamento. “Como as datas comemorativas já estão previamente estabelecidas, comece a se programar com antecedência”. Mais do que apenas planejar ações e se preparar para a data com mais produtos no estoque, em caso de e-commerce por exemplo, o especialista destaca que alguns produtos ou serviços mais caros precisam ser anunciados com antecedência. “Pense sempre no que você vende e em como as pessoas se comportam diante do momento de comprá-lo”, explica.

3- Use a criatividade e anuncie para pessoas diferentes

Fernando utiliza dois exemplos para mostrar como é possível usar datas comemorativas para voltar a comunicação e os anúncios a pessoas diferentes. “Se você vende produtos femininos, você pode anunciar para homens em vista do Dia dos Namorados, por exemplo”. Produtos voltados a pessoas mais velhas também podem ser anunciados ou ter a comunicação voltada para um público mais jovem no período de Dia dos Pais ou das Mães.

4- Crie estratégias que não manchem a marca

Rafael Galdino destaca que, sempre que as datas comemorativas se aproximam, é necessário que o planejamento esteja alinhado à marca e à linguagem que ela apresenta. “Não se deixe levar pela data para criar algo totalmente diferente do que você e seu produto representam”, explica. O segredo, segundo o especialista em vendas e pessoas, é encontrar o limite entre as duas coisas. “Às vezes é mais válido deixar de lado alguma data que forçar uma situação que não combina”.

5- Estude marketing – ou contrate quem entende do assunto!

Por fim, os empresários destacam a importância de estudar Marketing e se aprofundar cada vez mais nas pessoas e no comportamento delas. “Especialmente no Marketing Digital, muitas pessoas se preocupam tanto com cliques e resultados que acabam se esquecendo de que atrás das telas de computador e celular estão pessoas”, explica Fernando. Como são necessárias diversas habilidades, na maioria das vezes vale a pena contratar quem entende do assunto. “A melhor forma de saber se alguém entende de Marketing é fazer perguntas sobre as pessoas. Quem não entende de pessoas não entende de Marketing”.

Com informações da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL)

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.