4 dicas para alinhar o setor de TI com as demais equipes da empresa

Por Redação | 25 de Setembro de 2013 às 09h20

Atualmente, alinhar o setor de TI de uma empresa com o restante do negócio não é uma tarefa fácil. Embora isso soe estranho se pensarmos na quantidade gigantesca de novas tecnologias inovadoras que surgem a cada dia, a maioria das empresas não tem adotado novas estratégias de trabalho entre as equipes para acompanhar essa evolução. Não é incomum ouvirmos falar a respeito de certa "tensão improdutiva" entre dois setores de uma empresa (e, geralmente, um deles é o de TI), e essa falta de alinhamento impede que a organização impulsione seu trabalho para um futuro promissor.

A conceituada revista Forbes conversou com Ed Coleman, CEO da Unisys – empresa mundial de serviços e soluções de Tecnologia da Informação – para tentar lançar uma luz sobre como reunir negócios e equipes de TI para benefício mútuo. O executivo destacou quatro principais coisas que as organizações podem fazer para tentar superar o desafio de alinhar TI com os seus negócios.

Dê uma cadeira na mesa executiva para o CIO

Ed disse que muitos chefes do departamento de TI não se reportam diretamente ao presidente da companhia, mas sim a profissionais com cargos inferiores ao do CEO. Mas ele alerta que o diretor de TI ganha muito mais visibilidade dentro da companhia quando se reporta diretamente ao CEO. Além disso, um CIO que se reporta ao presidente executivo dará aos acionistas da empresa uma oportunidade maior de aprender sobre o que está acontecendo dentro dela. As conversas entre os homens de negócios e o setor de TI praticamente não estão acontecendo.

Liderança como um todo

O CEO da Unisys acredita que o papel do departamento de TI é apoiar o negócio da empresa. É a espinha dorsal que ajuda as organizações a operar. De acordo com Ed, muitas vezes vemos a liderança de TI focar em suas propriedades e não no negócio como um todo. O CIO e outros membros de TI precisam entender que seu objetivo na organização é apoiar a empresa. Isso significa ajudar na comunicação e orientar a direção de forma colaborativa.

Mas essa visão vale para os dois lados: os executivos que cuidam dos negócios da companhia devem entender e ver o valor que a área de TI pode proporcionar. Não se trata de delegar as coisas para o departamento de tecnologia, mas sim sentar-se com ele e certificar-se de que ambas as partes entendem o que é necessário e o que é viável. Essa é uma das razões pelas quais o CIO precisa de um lugar à mesa executiva.

Equilibrar segurança e transparência

Historicamente, o modelo tradicional de TI tem sido o de criar um campo de força em torno da empresa, assim, os dados da empresa e as pessoas no ecossistema ficam protegidos. No entanto, vemos que no ambiente atual das empresas essa já não é mais uma abordagem eficaz. Hackers podem invadir organizações e vazar informações, portanto a segurança global é um dos denominadores comuns entre todas as empresas nos dias de hoje. Isso reflete uma mudança de uma forma mais passiva de TI para uma forma mais ativa do setor. Novamente, isso também abre um diálogo valioso entre os líderes de equipes.

Seja mais rápido e se comunique melhor

Infelizmente, o setor de TI tem a reputação de ser lento. Muitos líderes empresariais têm implantado suas próprias tecnologias de colaboração sem o auxílio do setor de TI, pois não querem esperar. Ed acredita que as decisões de TI precisam ser tomadas de maneira mais rápida e bloqueios de decisões devem ser removidos. Além disso, ele destaca a necessidade de comunicar seus planos e roteiros para o restante da organização, pois dessa forma os funcionários terão conhecimento sobre a futura estratégia da empresa.

Tomar decisões que envolvam tecnologias sem consultar o departamento responsável por isso é uma questão que pode ser encarada como "implantação desonesta". É preciso lembrar que o CIO vai se preocupar sempre com a questão de integração e interação. Como os funcionários vão usar as tecnologias e como elas se encaixam para suportar o negócio? Ed acredita que a resposta para isso está na educação, treinamento e desenvolvimento de políticas claras para os funcionários.

Basicamente, os líderes empresariais precisam ser mais receptivos para aprender e entender os planos do setor de TI, e a chave para isso é a comunicação. A comunicação produtiva precisa acontecer com mais frequência. A oportunidade para os CIOs e o setor inteiro de TI criarem um grande impacto sobre suas organizações nunca foi tão grande.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.