10 melhores práticas de agilidade nos negócios

Por Colaborador externo

Por Dave Sobel*

Reconhecer a necessidade de mudança é vital para o desempenho sustentado do negócio, mas ter a capacidade de mudar no momento certo e alcançar os resultados pretendidos é ainda mais valioso. Ainda mais no cenário atual, onde produtos tecnológicos são lançados diariamente.

Uma pesquisa internacional indica que, apesar de quase todas as empresas de TI acreditarem que a agilidade dos negócios é vital para o seu sucesso, menos de 25% delas possuem processos em andamento para apoiar uma resposta rápida às mudanças do mercado.

A LogicNow lista as 10 melhores práticas utilizadas pelos MSPs (Managed ServiceProviders) bem sucedidos que podem servir de exemplo para as empresas aumentarem sua capacidade de se adaptar a mudanças com mais rapidez.

  1. Planos e previsões: Em vez de processos de planejamento anuais complexos, adote um processo de planejamento trimestral ágil e flexível.
  2. Reuniões não técnicas com clientes: Tenha conversas com os clientes sobre diversos temas – não só sobre tecnologia, mas sobre como ele está tentando realizar o negócio.
  3. Um teste por vez: muitas ideias novas que estão sendo testadas ao mesmo tempo podem levar a uma caótica falta de foco e clareza quanto ao que está impulsionando o sucesso. A única maneira de testar com precisão se uma ideia é viável é abordá-la separadamente.
  4. Métricas-chave de receita: A receita é a métrica principal que reconhecemos, mas o comportamento ágil também é crítico e deve ser mensurado. Aqui sugerimos quatro dados-chave que podem ser utilizados para manter a pontuação da eficácia final desta abordagem para o desenvolvimento de negócios.
  5. Testar novas ofertas: Não insista em perfeição com novas ofertas. Desde o início, melhore-as gradativamente ao longo do tempo.
  6. Discuta sobre as alternativas: Em reuniões privadas, adote a posição de seus concorrentes e argumente porque seus concorrentes não devem continuar a comprar de você.
  7. Métrica de compensação sem receita: Convencer sua equipe em tentar coisas novas, reconfigurando os planos de remuneração.
  8. Atribuição dos recursos: Em vez de pedir a todos os membros de uma equipe para esforçarem-se a tentar fazer uma coisa nova, identifique os participantes dispostos que vão tentar e mostrar os primeiros resultados.
  9. Defina uma metodologia específica de lançamento: Estabeleça um script, abordagem de repetição, desenvolvimento, teste e lançamento de novas ofertas.
  10. Defina uma metodologia de comissão específica: Semelhante à anterior, é igualmente fundamental que as empresas desenvolvam uma abordagem sistemática para acabar com as atividades que não produzem mais valor.

*Dave Sobel é Diretor de Partner Community da LogicNow.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.