Opera ganha bloqueio de rastreio nativo em atualização para desktop

Por Wagner Wakka | 09 de Outubro de 2019 às 23h20
Reprodução
Tudo sobre

Opera

Saiba tudo sobre Opera

Ver mais

A Opera adicionou um bloqueador de rastreio interno em uma atualização do seu navegador para desktops. Com isso, sites e empresas de publicidade têm mais dificuldade de conseguir dados dos usuários, aumentando a privacidade e segurança da navegação.

Outra vantagem, segundo comunicado da empresa, é que o navegador também pode ficar mais rápido e leve a partir de agora. A companhia diz que, caso você acione tanto bloqueadores de anúncio quanto de rastreio, a navegação pode ser até 23% mais veloz.

Apesar da adição, a ferramenta está desligada por padrão, assim como o sistema de bloqueio de anúncios. Para ativar, basta tocar no ícone com três barras na parte superior do navegador e acionar a opção “bloqueio de rastreio”.

Opção aprece na barra lateral do navegador (Foto: Wagner Wakka/Canaltech)

“Nós acreditamos que esta função pode ser mantida ligada o tempo todo”, informa a gente de produtos Joanna Zajka. Contudo, a manutenção do serviço pode criar alguns problemas em determinados serviços. Por exemplo, em testes feitos pelo Canaltech, a plataforma do Google Drive não permitiu conexão com a opção ligada.

Junto disso, a atualização também adiciona algumas novas ferramentas para captura de tela, permitindo desenhos nas imagens antes de salvá-las no computador.

A atualização já está disponível para todos os usuários. Basta clicar no logo do Opera no canto superior esquerdo do navegador e buscar por “Atualizações e recuperação”.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.