Criadora do Firefox lança oficialmente o primeiro serviço pago de sua história

Por Rafael Rodrigues da Silva | 13 de Setembro de 2019 às 18h00
Reprodução
Tudo sobre

Mozilla

Saiba tudo sobre Mozilla

Ver mais

Pela primeira vez em sua história, a Mozilla começará a cobrar pelo uso de seus programas e serviços.

A empresa, que desde o começo da revolução da internet, foi a líder de todo o movimento de software livre, estreou nesta sexta-feira (13) uma assinatura premium para empresas e organizações que utilizam os softwares da entidade e necessitam de um suporte especializado.

Por um preço de US$ 10 por máquina, o Firefox Premium Support oferece uma série de benefícios exclusivos, como a possibilidade de submeter relatórios de bugs de maneira privada, ter acesso a atualizações de segurança para problemas que são exclusivos da sua operação e até mesmo contribuir ativamente para mudanças futuras no navegador Firefox.

Atualmente, a maior parte dos lucros da Mozilla provêm do uso do Google como o mecanismo de busca padrão, mas a empresa vem buscando formas de monetização como uma forma de investir em nova soluções de software e se colocar como umas das principais provedoras de ferramentas de segurança para a navegação online.

Esse é o primeiro produto pago da Mozilla em toda sua história, mas não deve ser o único. Desde que Chris Beard assumiu o cargo de CEO, a empresa tem sido bastante vocal em seus planos de criar uma versão premium do Firefox. Além disso, a empresa já testou outras ferramentas de monetização, como um plano de assinaturas que permitiria aos usuários navegar pelo Firefox sem precisar ver qualquer tipo de anúncio. Atualmente, a organização está testando um serviço VPN para usuários dos Estados Unidos.

Fonte: The Next Web

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.