Mozilla está trabalhando em um novo sistema de recomendações para a web

Por Redação | 07.07.2016 às 09:27

A hora de experimentar coisas novas na internet acaba de chegar. Às vezes, os motores de busca e os filtros feitos na internet fazem com que os resultados obtidos sejam sempre iguais, sem dar espaço para novas descobertas. E isso parece estar preocupando a Mozilla, que lançou recentemente um novo projeto intitulado "Context Graph", cujo objetivo é auxiliar as pessoas a encontrarem coisas novas na internet com base no contexto das buscas feitas pelos usuários. Em outras palavras, a empresa quer desenvolver um sistema que, maneira simples, ajude o usuário a encontrar alternativas para um problema com base no que ele já pesquisou e no que está pesquisando.

Para entender melhor, a ferramenta poderia, por exemplo, auxiliar pessoas que procuram por um serviço como "conserto de smartphone" baseado em links que outras pessoas utilizaram para solucionar este mesmo problema. "Isto pode funcionar independentemente de com quem você esteja conectado, porque sua rede social não deve ser um pré-requisito para obter o máximo da web", disse Nick Nguyen, vice-presidente de Produto da Firefox.

O executivo também afirmou que a companhia está trabalhando com um grupo de voluntários para descobrir a melhor maneira de extrair dados e de construir um sistema de recomendações baseado em um contexto. Isso porque a forma como isso é feito pode fazer emergir questões relacionadas a privacidade. "Nós vamos trabalhar para garantir que os usuários entendam o que estão compartilhando e o valor que estão recebendo em troca", explicou Nguyen. Ou seja, para colocar para funcionar essa ferramenta de contexto, será necessário que uma grande quantidade de dados seja recolhida para que, depois, seja reutilizada.

Nguyen afirmou que o Context Graph está seguindo na mesma direção de outras iniciativas da casa do Firefox, que busca abrir uma internet que, na visão da empresa, está cada vez mais fechada. "Hoje em dia, o único caminho para novas ideias requer pagamento ou aquisição, ambos tendendo a custar muito dinheiro".

O sistema de recomendações foi testado pela primeira vez em maio deste ano, ao ser incorporado à extensão "Activity Stream". Instalada no navegador do usuário, ela faz a navegação por meio do histórico dele e redescobre sites que podem interessar e/ou agradá-lo, também podendo ser utilizada para descobrir "lugares que você nunca viu". Para que o plugin funcione corretamente, é preciso estar logado numa conta Firefox.

Fonte: Venture Beat, Wiki.Mozilla