Mozilla divulga relatório financeiro e afirma não depender mais do Google

Por Redação | 26.11.2015 às 10:32

A Mozilla divulgou seus dados financeiros de 2014, que revelam um aumento de receita de 5% em comparação com o ano anterior, sendo que 90% do total vieram de acordos comerciais com Google e Yahoo. No entanto, a Mozilla acabou com a parceria que possuía com o Google, não renovando o acordo no final do ano passado.

A fundação conseguiu uma receita de US$ 329 milhões, um avanço em relação aos US$ 314 milhões arrecadados em 2013. As despesas também cresceram, saltando para US$ 318 milhões no ano passado. No entanto, diferentemente de 2013, a Mozilla conseguiu fechar o ano com lucro.

No final do último ano, a Mozilla decidiu não renovar o contrato que tinha com o Google, que permitia à companhia de Mountain View ser o buscador padrão oficial do Firefox. A fundação decidiu então abrir espaço para outros concorrentes, como o Yahoo, Baidu e Yandex. Apesar disso, Denelle Dixon-Thayer, executivo da Mozilla, afirmou no ano passado que o Google continuaria a ser "uma opção de pesquisa para os usuários do Firefox"."2013 é o último ano relativamente completo ao qual vamos registrar a receita do Google", declarou Dixon-Thayer na época.

Em 2012, a Mozilla havia recebido quase US$ 280 milhões do contrato fechado com o Google, enquanto que em 2013 esse valor subiu para US$ 282 milhões, valores consideráveis dentro das receitas da fundação. A dona do Firefox já indicou também que está considerando buscar mais parceiros, como o Bing e a Amazon, para eliminar a dependência de uma única companhia.

Graças ao acordo de cinco anos com o Yahoo!, a Mozilla possui um prazo considerável para buscar novas alternativas de renda. Outra vantagem do Yahoo é que, diferentemente do Google com o Chrome, a empresa chefiada por Marissa Mayer não é uma concorrente direta no mercado de navegadores.

Fonte: Mozilla

Fonte: http://venturebeat.com/2015/11/25/mozillas-2014-annual-report-revenue-up-4-9-to-329m-90-came-from-google-and-yahoo/