Microsoft Edge passa a proteger senhas salvas com o PIN do Windows 10

Por Igor Almenara | 07 de Abril de 2021 às 22h20
Divulgação/Microsoft
Tudo sobre

Microsoft

Saiba tudo sobre Microsoft

Ver mais

O Microsoft Edge adicionou uma nova camada de segurança para o gerenciamento de senhas na sua versão de testes para Windows 10. Antes de acionar o preenchimento automático logins de sites salvos, o navegador solicitará a reinserção das credenciais de entrada do usuário do computador para confirmar sua identidade.

De acordo com capturas de tela liberadas pelo usuário do Reddit que flagrou a novidade no Edge Canary, a versão experimental das atualizações do navegador, a autorização pode se manter por apenas um minuto, durar até a próxima sessão ou ser verificada a cada vez que o preenchimento automático for solicitado.

(Imagem: Reprodução/Leopeva64)

Não se sabe se a camada de segurança poderá utilizar os meios alternativos para entrada, como a biometria ou reconhecimento facial em computadores e notebooks compatíveis. Entretanto, lembrar um único PIN, aparecer para a câmera ou passar o dedo pelo leitor biométrico pode ser mais fácil do que decorar inúmeros cadastros espalhados pela internet.

A função pode ser especialmente útil em computadores de uso compartilhado que aproveitam uma única conta para acesso. Já que o navegador tem perfis apropriados para uso e não requer senha para alternar entre eles, é importante averiguar a identidade do visitante antes de preencher as informações de cadastro automaticamente.

(Imagem: Reprodução/Leopeva64)

Ainda assim, vale lembrar que a verificação não protege contra acessos indevidos a plataformas já conectadas à conta. Portanto, se a máquina for de uso comum, é importante dividir usuários ou se lembrar de não deixar senhas armazenadas no navegador.

Essa novidade já estava prevista no cronograma de adições da Microsoft, portanto, não é uma surpresa. Primeiramente, ele chega ao Edge Canary, na versão 91.0.849.0, posteriormente deve alcançar a versão estável — e só o funcionamento eficiente da ferramenta determinará o prazo para o lançamento oficial. Sua chegada no Android e iOS é incerta, mas há espaço para esse tipo de ferramenta, visto que alguns aplicativos de instituições financeiras já adotam o método.

Fonte: Leopeva64 (Reddit)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.