Falha no Chrome impede usuários do AdBlock de pularem anúncios no YouTube

Por Redação | 08.09.2015 às 11:45 - atualizado em 08.09.2015 às 12:39

Atualmente, muitos usuários recorrem a aplicativos como o Adblock Plus para se livrar de propagandas apresentadas em diversas páginas da web e também em vídeos do YouTube ou do Facebook. Porém, relatos recentes indicam que o Google Chrome encontrou uma maneira de burlar o programa e obrigar as pessoas a assistirem anúncios em formato de vídeo antes da reprodução do conteúdo desejado no YouTube.

Este movimento pode até agradar os criadores e editores de conteúdo, mas com certeza não será visto com bons olhos pelos usuários, uma vez que seu poder de escolha sobre a forma como interage com a Internet e escolhe o conteúdo que deseja ver. O bloqueio de anúncios sempre foi uma questão controversa e o fato do popular AdBlock não ajudar mais os usuários a pular os anúncios em vídeos está gerando ainda mais polêmica em torno do assunto.

No entanto, ao contrário do que muitos pensaram, essa obrigatoriedade de assistir propagandas de até três minutos não é uma espécie de punição do Google para aqueles que recorrem às extensões que bloqueiam sua publicidade. Em conversa com o desenvolvedor Rob Wu, que trabalha com Chromium, um projeto open-source que serve de base para o Google Chrome, o site Neowin descobriu que a impossibilidade de pular anúncios em vídeo no YouTube é resultado de uma correção lançada para resolver um problema de segurança no navegador.

Ele confirmou que o problema só aparece se o aplicativo do YouTube estiver instalado em seu gadget. A única solução para que o AdBlock não interprete o botão de "pular anúncio" como uma propaganda é desinstalar o app ou desabilitar o AdBlock. O problema deve ser corrigido nas próximas semanas, com o lançamento do Chrome 46.

Via SlashGear