Chrome vai ganhar melhoria de desempenho no Mac

Por Redação | 20.08.2015 às 12:15

Se você é usuário de Windows e reclama do alto consumo de memória nas últimas versões do Google Chrome, ainda não viu nada. No Mac OS, o problema é ainda maior, ao ponto de muitos especialistas nem mesmo indicarem o navegador como uma sugestão no sistema operacional, preferindo o Mozilla Firefox. Mas isso está prestes a mudar, pelo menos é o que indica a nova versão de testes do browser liberada para usuários cadastrados.

De acordo com informações preliminares, o principal problema da aplicação, o uso excessivo de memória, foi cortado pela metade. O Chrome ainda consome muitos recursos do sistema para funcionar, claro, mas parece estar em um bom caminho para que isso seja reduzido, implicando em uma melhoria de desempenho e maior confiabilidade na utilização de aplicativos web mais pesados.

Segundo os desenvolvedores, isso aconteceu, principalmente, por uma otimização da parte gráfica do Chrome. Com testes que já vinham ocorrendo há algumas semanas, a equipe do navegador para Mac conseguiu reduzir a necessidade de processamento na mesma medida em que rodava mais rapidamente as aplicações. Assim, reduz-se a frequência de travamentos e as páginas acabam sendo carregadas mais rapidamente.

Além disso, a equipe do Google também trabalha para reduzir os leaks de memória e melhorar o gerenciamento do recurso, visando o mesmo objetivo. Ainda, um sistema capaz de colocar as abas abertas em suspensão caso elas não sejam acessadas ou atualizadas em um determinado período de tempo também estaria sendo testado, de forma a permitir que o navegador foque naquilo que realmente importa e não cause dor de cabeça para os usuários.

Pelo menos na versão de testes, o resultado parece ser uma melhoria de desempenho que fica na casa dos 45%. A próxima versão do Google Chrome para Mac promete ser mais veloz e eficiente, consumindo menos bateria e, acima de tudo, causando menos estresse aos coolers, uma ótima notícia principalmente para quem aderiu às versões mais recentes do MacBook e se preocupa com a ausência do velho sistema de resfriamento.

Por enquanto, as melhorias estão disponíveis para quem utiliza o Canary, a versão de testes do Chrome. Apesar de muitas das novidades chegarem antes à versão, ela também é suscetível a travamentos e problemas gerais, já que se trata de um software ainda em desenvolvimento. Não se sabe ao certo quando as novidades chegarão aos usuários comuns.

Fonte: The Next Web