Análise: UC Browser sai das telinhas para tentar levar agilidade aos PCs

Por Sérgio Oliveira

O mercado de navegadores web é uma coisa bastante curiosa. Basicamente, o que vemos é o Google Chrome, Mozila Firefox e Internet Explorer degladiando entre si para conquistar a preferência do usuário de internet. Por fora, Opera e Safari disputam uma fatia menor de um nicho bem específico do público: aqueles que buscam por performance e os donos de produtos da Apple.

Apesar do grande público basicamente só conhecer essas cinco opções, existem centenas de alternativas com focos bastante diferentes. Entre elas, uma que merece destaque é o UC Browser for PC. Apesar do pouco tempo de vida, a equipe da UC Web por trás do desenvolvimento do navegador já tem expertise no assunto e também é a responsável por desenvolver o UC Browser para dispositivos móveis, que é o irmão mais velho deste aqui.

E é justamente nesse ponto que começam as curiosidades sobre o UC Browser for PC. Diferente do que já aconteceu com seus principais concorrentes, cujos navegadores migraram do PC para os dispositivos móveis, o UC Browser fez o caminho inverso, saindo das telinhas para as telas maiores.

Jerry Wen, líder da empreitada na empresa chinesa, explica que, na verdade, tudo começou pela demanda do público que já usava o software em smartphones e tablets. "Em nossas pesquisas com os usuários surgiu uma crítica constante, que foi a falta de um navegador para os PCs", explica Wen. "Eles queriam uma plataforma na qual pudessem transitar entre seus smartphones e computadores e, sabendo da nossa reputação de oferecer bons serviços, desejavam que o UC Browser proporcionasse esta transição", conclui.

E foi justamente a partir desse feedback que a UC Web, empresa de tecnologia pertencente a gigante varejista Alibaba, arregaçou as mangas e começou a trabalhar no navegador para PCs.

Primeiras impressões

Para fazer esta análise, nós utilizamos o navegador diariamente durante uma semana. Deixamos os concorrentes de lado e o adotamos como única opção num computador com Windows para testar seu desempenho, estabilidade e recursos. Tal qual acontece com sua versão para dispositivos móveis, o UC Browser for PC levanta a bandeira de "uma internet mais rápida" - e isso já é sentido no instalador do programa, que, além de muito bonito e vistoso, conclui todo o processo quase que instantaneamente.

O instalador minimalista, colorido e objetivo já tenta definir o tom do que veremos daqui para frente. Todo o processo de instalação é feito praticamente instantaneamente.

O instalador minimalista, colorido e objetivo já tenta definir o tom do que veremos daqui para frente. Todo o processo de instalação é feito praticamente instantaneamente (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Ao abri-lo a primeira vez, é praticamente impossível não compará-lo com o Google Chrome com leves toques de Firefox. Curiosamente, se o usuário utilizar o navegador da gigante das buscas, todos os seus favoritos serão importados para cá - incluindo aí a forma como são organizados. Uma comodidade que, querendo ou não, causa uma certa estranheza no primeiro minuto.

A disposição de ícones e menus lembra bastante a adotada pelo navegador da raposa de fogo, mas a forma com que as opções, principalmente de configuração, se apresentam na tela nos remete novamente ao navegador de Mountain View. A essa altura do campeonato, já é possível sentir um misto de familiaridade com uma certa frustração com o UC Browser for PC - afinal de contas, supõe-se que o usuário está em busca de algo diferente, que fuja do convencional.

Em termos de navegação, o software se mostra bastante estável e compatível com praticamente todos os sites, desde os que têm layouts mais depreciados àqueles que já exploram as nuances do HTML5, CSS3 e JavaScript. Nesse quesito, não há o que reclamar já que ele não deixa nada a desejar.

E é justamente no dia a dia que descobrimos que, na verdade, o UC Browser for PC foi desenvolvido com base no Google Chromium, uma variante do Chrome de código aberto que pode ser utilizada por qualquer pessoa para desenvolver o seu próprio browser. E é aqui que toda a semelhança com o Chrome, e de certa forma com o Firefox, é explicada. Esse aspecto até que é positivo, pois abre portas para podermos utilizar toda a gama de extensões oferecida na Chrome Web Store - o que é, sim, possível; basta acessá-la.

Depois que percebemos isso, partimos para explorar os detalhes que podem diferenciar o UC Browser de outros navegadores.

Os detalhes fazem a diferença (ou não)

Como uma das principais bandeiras do UC Browser é a navegação rápida na web, analisamos como ele se sai no comparativo com o Chrome e Firefox na hora de carregar a página principal do Canaltech. Para isso, todo o cache dos navegadores foi limpo e o site acessado como se fosse a primeira vez. A medição foi feita monitorando o tráfego de rede de cada navegador com ferramentas disponibilizadas por cada um deles.

Dentre os três, o Firefox foi o que mais demorou para carregar a página, totalizando 1 minuto e 7 segundos. O Google Chrome, por sua vez, levou exatos 13,25 segundos para fazer a transferência completa do conteúdo, enquanto o UC Browser for PC tomou 12,38 segundos para fazer o mesmo.

Comparativo carregamento de página UC Browser x Google Chrome x Mozilla Firefox

Para fazer o comparativo, limpamos o cache do UC Browser, Google Chrome e Mozilla Firefox antes de carregar a página inicial do Canaltech. Acima, o tráfego de rede registrado pelo UC Browser, Chrome e Firefox, respectivamente. Navegador chinês sai na frente, mas diferença é ínfima (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Apesar da vitória, vale lembrar que o UC Browser diz já vir com um recurso chamado "Speed Mode" ativado, o que, supostamente, acelera o carregamento das páginas. Não fica claro, no entanto, como esse recurso funciona de verdade e se realmente é eficaz, já que, no dia a dia, a diferença entre o navegador chinês e o da gigante das buscas é ínfimo.

O

O "Speed Mode" pode ser ativado no canto direito na barra de endereços do UC Browser. Não há uma explicação sobre como o recurso funciona (ou se ele funciona), portanto dizer se ele funciona adequadamente ou não é uma atividade digna de adivinha (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Apesar disso, há outro recurso que promete agilizar ainda mais o processo de carregamento das páginas: o "Link Preloading". A opção pode ser ativada nas configurações do UC Browser e promete pré-carregar todo o conteúdo de uma página assim que você põe o ponteiro do mouse sobre o link que leva a ela. Dessa forma, a página tecnicamente abriria automaticamente.

Nos nossos testes, no entanto, o recurso não funcionou e a página continuou sendo carregada como se nenhuma alteração na configuração houvesse sido feita. Chegamos até mesmo a reiniciar o software e o computador, mas sem sucesso. O tempo de carregamento do conteúdo continuou praticamente igual ao do Chrome. Vale lembrar que, neste caso, trata-se de uma nova página, como é possível ver nas imagens.

Comparativo de carregamento de página entre o UC Browser x Google Chrome x Mozilla Firefox

Mesmo com o recurso "Link Preloading" ativado, o UC Browser continua mostrando um tempo de carregamento semelhante ao do Google Chrome. Opção deveria fazer com que conteúdo fosse pré-carregado, antes do link ser acessado no navegador. Na imagem, resultados do UC Browser, Google Chrome e Firefox, respectivamente (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Não dá para julgar, no entanto, se o recurso realmente não funciona ou se trata-se apenas de uma jogada de marketing, já que a versão utilizada nos nossos testes foi a 4.0 Beta. De toda forma, acreditamos que se ela não funciona, não deveria estar lá.

Outro recurso que é vendido pela UC Web é a Central de Downloads do UC Browser. Além de organizar os arquivos que o usuário baixa em categorias, o recurso supostamente é responsável por acelerar todo o processo. Para tentar comprovar isso, fizemos o download do Open Office diretamente do seu site oficial e não percebemos nenhuma "aceleração" no download do arquivo de 134MB. No geral, os três navegadores mantiveram a velocidade de 1 MB/s numa conexão de 10 MB/s com a internet. O Firefox, no entanto, foi o que teve o maior pico, chegando a registrar 1,3 MB/s. Em todos os casos, a transferência foi feita em pouco mais de 2 minutos.

A Central de Downloads é outro recurso vendido pela UC Web como um diferencial do UC Browser. No computador, no entanto, a novidade não foi capaz de acelerar o download como a empresa promete.

A Central de Downloads é outro recurso vendido pela UC Web como um diferencial do UC Browser. No computador, no entanto, a novidade não foi capaz de acelerar o download como a empresa promete. Na imagem comparativa, resultados para o download no UC Browser, Google Chrome e Firefox, respectivamente (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Aparência, personalização e recursos extras

Já que aparentemente os recursos que deixariam a navegação na web mais rápida (ainda) não funcionam, voltamos nossos olhos para a aparência do navegador, opções de personalização e alguns poucos recursos extras que vêm nele.

De cara, o que mais chama atenção é o apelo e capricho visual em algumas seções do UC Browser. Na tela de "Nova aba", por exemplo, o usuário pode escolher entre dois estilos diferentes: um mais tradicional e outro mais caprichado. Em ambos os casos, é possível personalizar o papel de parede e colocar um que mais pareça com sua personalidade. Caso nenhuma opção agrade, ainda é possível usar um papel de parede próprio.

Tela de

Tela de "Nova aba" pode ser exibida de duas formas, sendo uma mais tradicional e outra "descolada". Além disso, é possível personalizá-la com papéis de parede oferecidos pela própria UC Web ou um arquivo de imagem personalizado do usuário (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Se personalizar a tela de "Nova Aba" não for suficiente, ainda é possível conferir toda uma cara nova ao navegador usando um dos temas disponibilizados por ele próprio. As opções variam desde um tema bem semelhante ao padrão do Chrome, até outros bem carnavelescos e festivos, passando por uns mais sóbrios de cor única.

Além de um papel de parede na tela de

Além de um papel de parede na tela de "Nova aba", é possível dar toda uma cara nova ao navegador com o uso de temas (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Além dessas opções de personalização, que, para falar a verdade, funcionam muito bem, ainda há o "Cloud Sync". O recurso funciona como uma plataforma na nuvem em que o usuário pode armazenar favoritos, histórico de navegação e tudo o mais para visualizá-los em outros computadores ou no tablet e smartphone - algo bastante semelhante ao que já vemos na concorrência.

O Cloud Sync funciona de forma semelhante aos recursos de sincronização presentes no Chrome e no Firefox. Contudo, ao invés de uma conta no Google ou na Mozilla, aqui o usuário precisa fazer um cadastro junto à UC Web. Depois disso, dados como histórico, favoritos e outros estarão disponíveis em todas as plataformas

O Cloud Sync funciona de forma semelhante aos recursos de sincronização presentes no Chrome e no Firefox. Contudo, ao invés de uma conta no Google ou na Mozilla, aqui o usuário precisa fazer um cadastro junto à UC Web. Depois disso, dados como histórico, favoritos e outros estarão disponíveis em todas as plataformas (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Por fim, o UC Browser for PC traz alguns extras que em outros navegadores só funcionam mediante a instalação de complementos ou extensões. É o caso, por exemplo, do recurso "Salvar página como", que oferece a opção de salvar a página aberta em imagem - uma verdadeira mão na roda para quem costuma fazer tutoriais e/ou ajudar amigos mostrando algo em um site.

No UC Browser, a opção de

No UC Browser, a opção de "Salvar página como" oferece a possibilidade de fazer uma captura completa da aba aberta. Alternativa dispensa uso de complementos como o Fireshot para fazer a ação (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Outro ponto interessante é que o navegador já vem com um bloqueador de anúncios embutido. Contudo, diferente do AdBlock e AdBlock Plus, ele só começa a funcionar quando o usuário adiciona regras de filtragem e bloqueio para evitar os anúncios.

O navegador também traz consigo um bloqueador de anúncios embutido. Contudo, diferentemente do AdBlock, para que ele funcione é preciso definir regras de bloqueio.

O navegador também traz consigo um bloqueador de anúncios embutido. Contudo, diferentemente do AdBlock, para que ele funcione é preciso definir regras de bloqueio (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Veredito

Embora tenha chegado aos computadores com a promessa de acelerar a navegação web como faz nos dispositivos móveis, a verdade é que o UC Browser for PC pouco se diferencia em relação à concorrência nesse quesito. Não pudemos avaliar os recursos que prometem comprimir os dados de navegação e acelerar a transferência de dados, tampouco podemos dizer se isso se deve ao fato da versão testada ser uma beta ou pura jogada de marketing.

Todavia, por se basear no Chromium do Google, o navegador é capaz de oferecer uma experiência agradável de navegação, sem engasgos, travamentos ou incompatibilidades. A aparência e possibilidade de personalizar algumas seções também é bacana principalmente para quem quer respirar novos ares fora do Chrome, Firefox e Internet Explorer.

Outra coisa que chamou atenção é a inclusão de recursos extras que nos concorrentes só funcionam com a instalação de extensões ou complementos. Nesse aspecto, parece que a equipe da UC Web está fazendo um bom trabalho embutindo essas funcionalidades por padrão. É uma característica que vale a pena desenvolver e ficar de olho nas próximas versões, sobretudo porque facilita a vida dos usuários, em especial os mais leigos.

No fim das contas, porém, se formos analisar as coisas no preto e no branco, o UC Browser for PC ainda deixa a desejar principalmente por não conseguir entregar aquilo que promete: uma navegação mais rápida, como um lampejo de luz. Se a chinesa quiser trazer a fama conquistada nos dispositivos móveis para os computadores, ainda há muito o que ser feito e melhorado.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.