Google lança Chrome Apps, que rodam diretamente no desktop

Por Redação | 06.09.2013 às 15:45

Para comemorar o quinto aniversário do Chrome, o Google está liberando o que ela chama de Chrome Apps. Os Chrome Apps são como como apps que a empresa já oferecia na Chrome Store, mas que se "libertaram" do navegador e agora se parecem mais com aplicações tradicionais instaladas localmente.

Parece confuso, e realmente é um pouco. O Google já oferece apps para o navegador Chrome desde 2010, quando abriu a Chrome Web Store junto com o lançamento do Chrome OS. Mas os Chrome Apps são um pouco diferente e tentam fazer do Chrome finalmente uma verdadeira plataforma capaz de rivalizar com Windows e OS X.

O visual dos apps parece bastante como os de apps nativos do Windows ou Mac OS X, mas foram construídos utilizando tecnologia da web. No entanto, eles foram desenvolvidos especialmente para o Chrome, o que significa que não rodarão em outros navegadores como o IE ou Firefox. Aliás, por enquanto eles

não rodam também no Chrome para Linux ou OS X

, mas esse suporte será oferecido dentro de 6 semanas.

Mas do que apenas parecerem apps nativos, esses novos apps funcionam também offline e sincronizam seus dados através dos dispositivos e sistemas. E mesmo sendo construídos com tecnologias web, são capazes de acessar o poder da GPU do seu computador, a câmera, conexão Bluetooth, etc.

A Google diz que mais de 50 apps já estão disponíveis na Chrome Web Store. Alguns dos mais interessantes são o Wunderlist, Pocket e Pixlr Touch Up, além dos apps "da casa" como Google Drive, Calendar, Docs e outros.

O sonho dos desenvolvedores

Os novos apps representam um antigo sonho dos desenvolvedores. Basta desenvolver o app uma vez e ele poderá rodar em qualquer lugar, em qualquer plataforma, desde que o Chrome esteja lá. Ok, por enquanto eles ainda não rodam fora do Windows, mas isso será corrigido em breve.

É o mesmo sonho que os desenvolvedores queriam ter realizado com tecnologias como o Java ou o Flash, mas que nunca se tornou exatamente real.

Se tudo sair como planejam, em um futuro breve os desenvolvedores terão 3 opções: desenvolver apps nativos, web apps ou Chrome Apps. Apps nativos exigem que diferentes versões sejam criadas para cada plataforma, o que custa tempo e dinheiro. O Google espera que os Chrome Apps sejam uma opção mais viável.

O cavalo-de-tróia da Google

Se o objetivo de colocar os Chrome Apps em toda as plataforma se concretizar, a Google terá em mãos um verdadeiro "Cavalo-de-Tróia", infiltrando seu próprio ecossistema dentro até mesmo dos rivais Windows e Mac OS X. A seu favor, eles tem a grande penetração do Chrome em diversas plataformas. Segundo dados da StatCounter, o Chrome já é o navegador mais popular do mundo com 42% de participação no mercado.

Isso não significa que a empresa esteja aos poucos abandonando a web. Muito pelo contrário, todos esses apps funcionam muito bem na web e praticamente todos surgiram por lá. Ela só está adicionando mais poder e opções para os usuários e os planos estão apenas começando.

Por enquanto, o alvo são os desktops. No futuro, ela pode fazer o mesmo com sistema mobile, desenvolvendo Chrome Apps o Android ou outras plataformas. E quando isso acontecer, o Chrome OS estará cada vez mais próximo de convergir com o Android - algo que o Google sempre almejou.

A ideia é que esses apps estejam disponíveis nas lojas virtuais de cada sistema, como Google Play ou a App Store do iOS.

Os Chrome Apps são uma grande aposta da empresa, e uma novidade maior do que podem parecer a princípio, mas para que eles deem certo, o Google precisa convencer desenvolvedores e consumidores de que esta é uma alternativa viável.