Browsers: Google Chrome registra queda e Internet Explorer ganha participação

Por Redação | 04.03.2013 às 11:55

A Net Applications divulgou recentemente os resultados da sua última análise do mercado de navegadores, afirmando que entre janeiro e fevereiro de 2013, o Google Chrome perdeu parcela do seu mercado e o Internet Explorer, da Microsoft, subiu 0,68 pontos percentuais atingindo 55,82%. Acredita-se que o aumento se deve à boa aceitação do Internet Explorer 9 e a chegada ao mercado do seu sucessor, o Internet Explorer 10.

No período analisado, o Chrome perdeu 1,21 pontos percentuais em sua participação de mercado, passando de 17,48% para 16,27%; o Firefox subiu 0,18 pontos para 20,12%; o Safari também apresentou 0,18 pontos de crescimento fechando com 5,42% de participação e o Opera fechou com 1,82% do mercado, apresentando 0,10 pontos percentuais de crescimento.

Segundo o The Next Web, o Internet Explorer ainda está crescendo e esta é a primeira vez em muitos meses que o navegador atinge marca superior aos 55%. O mês de fevereiro também mostrou que o navegador não deve perder a liderança tão cedo. Apesar do lançamento do Windows 8, que traz o IE10 associado a ele, ainda há um longo caminho a percorrer para que essa versão se consolide no mercado, já que ele ganhou apenas 0,29 pontos percentuais no último mês fechando com 1,58%.

O IE9, mesmo com uma queda apresentada em janeiro, se recuperou fechando com 21,67% de participação no mercado, enquanto o IE8 perdeu 0,16 pontos percentuais mas ainda continua sendo o navegador mais popular do mundo com 23,38%. Analistas afirmam que o IE10 deverá emplacar entre os usuários nos próximos meses já que, agora, ele está disponível para o Windows 7.

Gráfico navegadores

Com os seus 16,27% de participação, o Chrome não tem conseguido ultrapassar a marca de 16% desde setembro de 2011 e, somente no ano passado, ele viu três perdas drásticas em sua participação de mercado. Ainda com base nos dados da Net Applications, o Chrome 25 fechou o período com 3,14 pontos percentuais, enquanto o Chrome 24 ficou com 2,18 pontos.

A Microsoft, por sua vez, investiu em marketing para a nova versão do seu navegador, o IE10, com campanhas nostálgicas e criativas - a empresa divulgou recentemente um comercial voltado para as pessoas que viveram sua infância nos anos 1990, década do surgimento e consolidação da internet, mostrando brinquedos e modas da época.