Aplicativos do Google Chrome deverão trabalhar offline até junho de 2015

Por Redação | 07 de Julho de 2014 às 11h40

O Google pretende transformar a plataforma Chrome OS no próximo desktop, fazendo-a funcionar de forma similiar a como acontece no Android. Assim, a empresa de buscas passaria a ser o principal canal para obtenção de novos softwares. O problema disso é que o Chrome OS vem recebendo muitas críticas por ter poucas aplicações que funcionam sem a necessidade de uma conexão à internet sempre ativa. Por isso, o Google está incentivando seus desenvolvedores a criar aplicações mais completas que funcionem de forma nativa na plataforma Chrome OS.

Amanda Bishop, Gerente de Produtos do Ecossistema Chrome (navegador + sistema operacional), anunciou no blog oficial do Google que ocorreriam mudanças na forma de publicação e na forma de desenvolvimento de novos softwares. O anúncio também solicitou que os desenvolvedores migrem suas aplicações para o formato "Chrome Apps", que é uma plataforma que permite trabalhar com apps offline, entregar notificações no computador e que interage com os dispositivos conectados via USB ou Bluetooth.

Desta forma, desde o final de junho, nenhum aplicativo empacotado está sendo aceito no antigo formato pela Chrome Web Store e os programas que não estiverem no formato "Chrome Apps" serão excluídos da loja gradativamente. Porém, os desenvolvedores ainda têm até junho de 2015 para portar seus programas.

Na nova plataforma Chrome OS, as aplicações funcionarão como programas nativos em qualquer sistema operacional. Por enquanto, você pode conferir as aplicações do Google que já funcionam offline clicando aqui.

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/google-chrome/58625-aplicativos-chrome-devem-trabalhar-offline.htm

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.