MWC 2018 | Qualcomm reforça compromisso com Internet das Coisas

Por Felipe Demartini | 27 de Fevereiro de 2018 às 10h50
Tudo sobre

Qualcomm

Para a Qualcomm, o futuro está na Internet das Coisas – e os números provam isso. Depois de anunciar um faturamento de mais de US$ 1 bilhão apenas com o segmento no ano fiscal de 2017, a fabricante foi para o Mobile World Congress 2018 muito bem acompanhada, anunciando dezenas de parcerias e com diversos novos produtos, em diferentes estandes da feira, carregando chips próprios em seu interior.

Para a companhia, a Internet das Coisas deixou de ser uma tendência e já começa a se tornar uma “revolução global” para a qual ela se diz plenamente preparada. É um segmento que pode chegar a um valor total de US$ 43 bilhões em dois anos, com oportunidades para as quais a companhia afirma já estar se armando, com foco não apenas em novas soluções de chips, mas também em inteligência artificial, eficiência energética e, principalmente, conexões 5G.

Um dos principais destaques entre as parcerias é o Fossil Group, que a Qualcomm afirma ser uma das primeiras empresas a apostarem em suas soluções para o mercado de relógios inteligentes, uma época em que a Internet das Coisas ainda era incipiente. Hoje, os chips da fabricante estão em produtos de marcas de luxo como Michael Kors, Diesel, Emporio Armani, Skagen e Misfit, além dos lançados sob o logo da própria fabricante.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O mesmo valer para a Cisco, que também aposta forte nas tecnologias para o setor de vigilância. Na MWC 2018, por exemplo, a empresa mostra suas apostas no campo do edge computing – em que as análises de imagens e cálculos são feitos no próprio dispositivo, e não na nuvem – com câmeras de segurança capazes de reconhecerem rostos, padrões e detectarem comportamentos fora do normal.

O mesmo vale para soluções de ponto de venda da Clover, equipamentos de comunicação para os setores militar e de segurança privada, fabricados pela Sonim Technologies; ou os sistemas da Sierra Wireless que fomentam pesquisas de carros autônomos. Sensores de proximidade e detecção de obstáculos fazem parte do portfólio de dispositivos da Qualcomm disponíveis pelas mãos de parceiros durante o Mobile World Congress 2018.

Isso sem falar em outra grande menina dos olhos da companhia para o futuro próximo: o foco em celulares com o sistema operacional Android para o mercado corporativo. A Google vem realizando um trabalho de certificação de aparelhos de forma a acabar com o caráter, outrora, fragmentado das soluções disponíveis. Com isso, dentro das centenas de dispositivos colocados nas mãos de funcionários de grandes empresas, estão processadores e chips da Qualcomm, em mais uma grande alternativa de negócios para a empresa.

Fonte: Qualcomm

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.