GSMA mantém confiança de realizar a MWC21 presencialmente

GSMA mantém confiança de realizar a MWC21 presencialmente

Por Felipe Junqueira | Editado por Wallace Moté | 20 de Maio de 2021 às 15h40
Divulgação/GSMA

A GSMA confirmou que a MWC21 será realizada de maneira presencial em Barcelona no final de junho, mesmo com as desistências e empresas que trocaram as apresentações para transmissões online, apenas. O reforço de que a feira segue como planejado foi feito ao site TechRadar nesta quinta-feira (20).

“Saúde e segurança são de suma importância. Temos muitos expositores, e precisamos ter certeza de que cuidamos deles. As medidas de saúde e segurança foram aprovadas pelas autoridades catalãs, não estamos pegando atalhos”, disse o diretor-geral da GSMA, Mats Granryd.

Entre os protocolos listados pela organização da MWC estão a coleta de testes de COVID-19 a cada 72 horas para todos os interessados, que só poderão comparecer caso o exame dê negativo. Haverá monitoramento para os sintomas mais comuns, e apenas aqueles que não apresentarem nenhum sinal serão liberados a entrar. Distanciamento social e uso de máscara serão obrigatórios e os corredores terão ventilação “melhorada” para evitar a transmissão do vírus.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Apesar da confiança dos organizadores com a realização da feira, é fato que a MWC21 será bem menos movimentada do que as edições anteriores. Após o cancelamento de última hora da edição 2020, a GSMA apostou que a mudança de data para o final do primeiro semestre este ano daria tempo de a pandemia de COVID-19 ser controlada, com a vacinação em massa e protocolos melhor estabelecidos para conter a proliferação do vírus.

MWC deve ocorrer em Barcelona por mais quatro edições (Imagem: Divulgação/GSMA)

No entanto, a imunização não foi tão rápida quanto o esperado em praticamente nenhum país. Com isso, várias empresas já anunciaram que não vão participar do evento nem mesmo de maneira virtual, enquanto Samsung, Lenovo e Qualcomm emitiram comunicado recente informando que só farão apresentação online.

Em 2020, a empresa demorou a cancelar o evento mesmo depois da desistência em massa de empresas expositoras. Posteriormente, a GSMA acabou por desistir da realização, mas não quis reembolsar os ingressos de quem havia comprado antecipadamente. Por fim, a empresa acabou devolvendo uma parte do dinheiro, e ofereceu créditos para quem quisesse aproveitar outra edição com desconto.

A MWC21 está marcada para acontecer entre os dias 28 de junho e 1º de julho. Já a IFA, que também seria realizada de maneira presencial, porém em setembro, anunciou o adiamento da edição para 2022.

Fonte: TechRadar

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.