Spotify lança série animada para falar sobre música

Por Redação | 11 de Agosto de 2016 às 12h45

O Spotify dá mais um de seus pulos na direção de se tornar mais do que apenas um serviço de streaming de música. Nesta quinta-feira (11), a empresa lançou o primeiro capítulo de sua série Deconstructing, que vai contar a história de diferentes gêneros e artistas em forma de animação. Os capítulos tem teor documental, apesar dos visuais fofinhos e coloridos, e são feitos para contar a importância de cada estilo em poucos minutos.

Para isso, o Spotify se uniu ao ATTN, um site especializado em vídeos noticiosos de poucos minutos que contam rapidamente e de forma resumida aquilo que o espectador deseja saber. O foco são os usuários de dispositivos mobile, que não apenas desejam pequenas pílulas de conteúdo, mas também estão usando conexões limitadas, ou seja, não podem carregar clipes muito longos.

No primeiro episódio de Deconstructing, o assunto é a música eletrônica, que data dos anos 1970 nos Estados Unidos, mais especificamente na cidade de Detroit. O estilo veio de uma cultura de escapismo, com comunidades jovens e gays se encontrando em clubes para esquecer, mesmo que por um tempo, a realidade de uma cidade que passava por um colapso estrutural.

De acordo com a empresa, esta é apenas uma de 12 produções originais nas quais o Spotify trabalha no momento. Entre reality shows ou seriados, sempre com foco em música, claro, a empresa pretende levar seus assinantes a mais do que apenas o streaming de faixas, enquanto a oferta de conteúdo deve trazer mais gente de suas opções gratuitas para o mundo das assinaturas pagas.

Um de seus próximos conteúdos, inclusive, já foi anunciado. Rush Hour, que ainda não tem data de lançamento marcada, vai colocar dois artistas do hip-hop — um novato e um consagrado — para remixar e trabalhar em faixas clássicas dentro de uma van, em pleno trânsito. A colaboração tem pouco tempo para acontecer, uma vez que o carro está a caminho de um show no qual a música deve ser apresentada ao público.

Outra ideia interessante é Trading Playlists, no qual o Spotify vai colocar celebridades para montar e compartilhar listas de reprodução com os espectadores e outros artistas. Tudo fica disponível no próprio serviço, com os usuários podendo escutar à seleção do episódio assim que sua exibição é disponibilizada.

Fonte: Spotify (YouTube)

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.