Novo álbum de Kanye West ultrapassa marca de 250 milhões de reproduções no Tidal

Por Redação | 30 de Março de 2016 às 08h04

O Tidal tem se destacado no mercado e ultrapassou neste mês as três milhões de assinaturas pagas. Depois que Jay-Z comprou e relançou o serviço, no curto período de um ano, 2,5 milhões de pessoas aderiram à plataforma, que conta com lançamentos de álbuns de grandes celebridades.

Em fevereiro deste ano, o rapper Kanye West lançou seu tão aguardado álbum The Life of Pablo com exclusividade no Tidal e, de acordo com a Billboard, o sucesso foi surpreendente. Segundo a revista, The Life of Pablo foi reproduzido 250 milhões de vezes nos dez primeiros dias de lançamento.

Os números são chocantes, mas talvez tenham sido influenciados por uma promoção. Na semana do lançamento do álbum, o Tidal ofereceu teste de 30 dias gratuitos ao público, sendo que a oferta poderia se estender até 90 dias caso o usuário se inscrevesse no canal de Beyonce no app.

Apesar dos números surpreendentes, o sucesso do Tidal não é novidade. O último álbum de Rihanna, Anti, lançado algumas semanas antes de The Life of Pablo, alcançou a marca de 13 milhões de reproduções nas primeiras 14 horas.

Mesmo com o precedente da cantora, o que tem causado estranhamento nos números revelados sobre The Life of Pablo, no Tidal, é a discrepância entre o número de usuários do aplicativo quando comparado com o número de assinantes do Spotify, por exemplo, que supera os 20 milhões e que mesmo assim tem como recorde de reproduções a marca de 205 milhões alcançada por Justin Bieber na ocasião do lançamento de seu último álbum.

Kanye West prometeu que não lançará The Life of Pablo no Apple Music, no iTunes ou em outro serviço de streaming concorrente do Tidal. Apesar da exclusividade com o aplicativo, o álbum foi baixado ilegalmente mais de 500 mil vezes apenas no primeiro dia.

Como dito anteriormente, a marca incrível alcançada pelo rapper talvez tenha sido influenciada pela promoção dos 30 dias gratuitos. Ainda não se sabe o número de usuários que após o período de teste deixaram o aplicativo. O que se sabe, por outro lado, é que o sucesso do cantor é incontestável e que, independentemente do serviço de streaming, seus fãs continuarão ouvindo as suas músicas.

Fonte: Digital Trends

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!