Google Play Music usará machine learning para aprender com atividades do usuário

Por Redação | 14 de Novembro de 2016 às 07h00

O Google anunciou nesta segunda-feira (14) que liberará uma nova atualização para seu serviço de streaming Google Play Music que deve torná-lo mais inteligente através de uso de ferramentas de machine learning embedadas à plataforma.

A ideia é que a nova atualização ajude o serviço a descobrir quais músicas o usuário gosta para, em seguida, combinar informações como localização, atividades e clima para criar playlists customizadas.
Se o usuário estiver na praia no fim da tarde, por exemplo, com o céu começando a ficar rosa, uma trilha para o pôr do sol com melodias para concentração surgirá na biblioteca. Já se o assinante estiver chegando na academia, o serviço irá sugerir músicas agitadas para ajudá-lo a dar um gás nos exercícios.

A funcionalidade será implementada a partir de hoje para as plataformas Android, iOS e web do Play Music, em 62 países onde o Google opera hoje o serviço, incluindo o Brasil. A atualização faz parte da estratégia de expansão da empresa, que tem buscado competir com concorrentes como Apple Music e Spotify pelo domínio do mercado.

Em agosto, o Google revelou sua última grande atualização do serviço, quando redesenhou a interface web do Play Music, melhorando a disposição do conteúdo para desktop e permitindo a criação mais rápida de listas de reprodução.

Por aqui, o Google oferece atualmente o acesso a streaming ilimitado do Play Music pelo valor de R$14,90 ao mês. Em fevereiro, a empresa lançou Plano Família no Brasil, permitindo acesso de até seis pessoas por conta pelo valor de R$ 22,90 ao mês, em um modelo semelhante ao já ofertado por outros serviços como Spotify e Deezer por aqui.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.