Criolo estreia hoje realidade estendida na Twitch; veja entrevista exclusiva

Por Claudio Yuge | 23 de Janeiro de 2021 às 12h30
Criolo

Apresentações e eventos em mundos virtuais não são novidade. Já tivemos coisas assim em Second Life e outras plataformas. Mas esse formato evoluiu absurdamente, especialmente no último ano, quando Fortnite mostrou como usar o motor gráfico Unreal para oferecer aos jogadores — e artistas — maneiras únicas de interagir em cenários mutantes e interações tão divertidas quanto as músicas. Veja bem, o show de Travis Scott em abril 2020 reuniu 12 milhões de gamers na partida durante a estreia da faixa de The Scotts — e foram mais 2 milhões de espectadores no YouTube e na Twitch. E, em um ano de pandemia e distanciamento social, essa nova modalidade se tornou ainda mais importante.

Aliás, a própria Twitch se animou com esse setor e investiu em estrutura com a própria engine Unreal para oferecer shows em realidade estendida (ou XR, na sigla em inglês). Neste sábado (23), a plataforma estreia o formato a partir das 20h30, com entrada franca, no endereço twitch.tv/criolo. E adaptar uma apresentação tradicional para um ambiente interativo é um novo desafio, não somente para a produção, mas também para os próprios artistas.

Apresentação de Travis Scott teve um sucesso massivo em Fortnite (Imagem: Reprodução/Fortnite)

“O espaço e tempo para o encontro de todas as aplicações tecnológicas com o desenho de palco, que o corpo faz se adaptando as artes 2D, 3D e a realidade estendida como uma película que vai à frente de tudo que está acontecendo. Não temos a referência dessa extensão e temos que ensaiar as possiblidades de espaço para não colidir com o cenário de realidade estendida e ao mesmo tempo conversar com os efeitos 3D, e nisso tudo não perder a pulsação de cada música e o que cada texto oferece”, explica Criolo, em entrevista exclusiva ao Canaltech.

E o que essa novidade oferece de possibilidade para um artista? “Era inimaginável pensar um show com efeitos 3D, que são aplicados por exemplo em um vídeo clipe num momento de pós-produção. Agora isso vai acontecer com cenários já pré-definidos e ajuda mais a realidade estendida vindo junto, é surreal, pois esta equipe conseguiu também deixar alguns efeitos e movimentos para acontecer em conjunto uma criação simultânea, ou seja, tem coisas em 3D e em realidade estendida que vão acontecer também sem a pré programação. São ações que a pessoa vai sentido o show e vai fazendo as aplicações em tempo real sentindo a energia, o que deixa tudo ainda mais surreal.”

Imagem: Reprodução/Criolo

Para a transmissão, serão usados painéis de LED que vão projetar imagens criando um ambiente virtual em 3D. A câmera capta as imagens por meio de sensores de posição e rotação e projeta o ambiente com perspectiva que gera a ilusão de que o personagem realmente está inserido em um universo virtual. Isso já foi usado pelo Criolo para a produção do clipe da música Sistema Obtuso.

“Foi muito impactante ver isso sendo construído para o clipe da música Sistema Obtuso, e ver as estações de trabalho com aplicações em tempo real, mas tinha também uma pós-produção. Agora tudo vai acontecer de uma só vez com um render simultâneo, isso é muito insano. Literalmente estamos dentro de videogame, mas com mundo aberto, coisas podem ser retiradas ou aplicadas conforme as emoções que o show vai oferecer”, comenta o artista.

E será que esse formato veio para ficar? “Difícil responder, mas é uma das possíveis situações de construção de arte que antes se julgava impossível. Eu acredito que a sintonia e entrega da equipe que estiver à frente do trabalho vai muito determinar o futuro dessa tecnologia para os shows, música é algo diferente, é algo que vai ao coração, que toca na alma. Se não houver a sintonia do que te leva a dedicar a vida a algo de especial que a arte transforma dentro de você com a dedicação e entrega dessxs profissionais, dessa parte densa tecnológica, você pode ter um cenário perfeito com efeitos incríveis, mas corre o risco de ser frio de não ter conexão com as pessoas”, acredita Criolo.

Imagem: Reprodução/Twitch

“Por isso acho que isso vai determinar o futuro dessa tecnologia entender-vos-íeis Estes profissionais são humanos e que amam o que fazem e estudam a vida toda pra aprimorar ferramentas que suportam o que o coração quer expressar e não o contrário. E esta equipe tem feito de tudo pra levar as mensagens de cada música às pessoa que estão em casa privadas de tantas coisas, neste período tão difícil que todos estamos vivendo, tudo está sendo feito com muito carinho todxs são incríveis”, complementa.

“A Twitch encoraja a disruptura em streaming de música”, diz diretor da plataforma

Será a primeira vez que uma live musical será apresentada dessa forma no Brasil, e, segundo o diretor de parcerias e conteúdo da Twitch, Wladimir Winter, este deve ser o início de uma nova era no entretenimento. “CrioloXR vai oferecer um formato e tecnologia completamente novos, o que significa que tivemos que nos envolver no projeto desde sua concepção. Um show em streaming em realidade estendida é algo novo no país e a Twitch vai ser a primeira plataforma a produzir neste formato”, diz. “A Twitch encoraja a disruptura em streaming de música e estamos sempre expandindo as possibilidades tecnológicas para a vertical, o que eu acredito que vá ajudar a moldar o futuro do showbiz como conhecemos.”

O grande charme da Twitch é poder interagir com os comentários, emotes e enquetes. E isso será mantido, em um show que promete valorizar ainda mais o aspecto visual da apresentação. “A Twitch está investindo em entretenimento de qualidade para comunidades, considerando conteúdos que são disruptivos, inovadores e que exploram novas tecnologias. Criolo é um dos grandes criadores da vertical na plataforma e também muito relevante para a indústria. Este projeto reforça as possibilidades infinitas para projetos musicais desenvolvidos por artistas talentosos e que movimentam a audiência”, acrescenta Winter.

Imagem: Reprodução/Twitch

Embora Fortnite tenha popularizado essa proposta em um ano sem shows presenciais, o conceito já vinha sendo executado antes. E, na visão de Winter, as apresentações em realidade estendida devem manter o fôlego, mesmo após o fim da pandemia. “Nós esperamos que os hábitos online das pessoas se ajustem conforme a vida retorne para um modo de normalidade quando interação no mundo real se tornar segura novamente. Isso é saudável e esperamos muito que aconteça. Dito isso, os comportamentos chave que vemos na Twitch historicamente mostraram que quando novos usuários entram na plataforma e encontram suas comunidades, criam laços duradouros com seus criadores de conteúdo favoritos”, afirma.

Imagem: Reprodução/Twitch

“Acreditamos que existe uma forte possibilidade de que esses relacionamentos se mantenham na Twitch - depois que o distanciamento social diminuir e os shows ao vivo voltarem. Quando você apresenta entretenimento além do convencional, sempre haverá curiosidade do público em conhecer e participar. Buscamos sempre ser criativos e pensar em conteúdos relevantes para a nossa comunidade ajudando o mercado a se desenvolver como um todo. No fim da pandemia, as possibilidades podem ser ainda maiores para o streaming.”

E a promessa é de mais apresentações semelhantes durante o ano. “A Twitch está comprometida a oferecer uma variedade de conteúdos originais em 2021. Os streamings deste ano ainda são confidenciais, mas podemos dizer que vamos continuar a investir e desenvolver as verticais de música, games e esportes neste ano.”

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.