Comparativo: qual é o melhor streaming de música disponível no Brasil?

Por Douglas Ciriaco

Faça a seguinte reflexão: imagine você ouvindo música no início dos anos 2000. É bem provável que você ainda esteja na transição entre o CD e o formato 100% digital, virtual, dentro do computador. Os programas para baixar música estavam no auge e o compartilhamento era uma das únicas saídas para quem tinha pouco dinheiro e queria ouvir música.

Atualmente, em 2015, as coisas mudaram bastante. A indústria da música percebeu que jamais conseguiria vencer o formato digital e o compartilhamento ilegal de música, então foi formatando uma nova maneira de oferecer esse conteúdo e eis que chegamos ao streaming online de música.

Aqui no Brasil já existem vários serviços com diferentes características para que você possa ouvir seus artistas favoritos e também para conhecer novas músicas. Logicamente que o streaming não enterrou o download, legal ou não, mas ele é, atualmente, uma das principais maneiras de se consumir música no computador, no tablet ou no smartphone.

Mas em um mercado com cada vez mais alternativas, qual é a melhor opção? Para ajudar você a responder a essa questão, nós fizemos uma lista comparativa — em ordem alfabética — entre 11 serviços disponíveis no Brasil. Confira agora os resultados.

1. Apple Music

Streaming de música

Um dos nomes mais recentes da lista, o Apple Music é o aguardado serviço de streaming de áudio da Maçã. Atualmente, ele está disponível apenas para dispositivos da Apple, mas também pode ser acessado por meio do navegador em qualquer PC. Uma versão para Android deve chegar ainda neste ano.

O serviço se destaca por chegar ao mercado já com excelentes atributos, como um longo período de testes gratuitos (três meses) e um catálogo respeitável de mais de 30 milhões de canções. Destaque também para o pacote família, que permite que até seis pessoas tenham acesso ilimitado ao serviço, cada uma em seu próprio dispositivo.

Além disso, o Apple Music permite que você envie suas próprias músicas para o serviço, podendo acessar tudo por meio de qualquer dispositivo portátil. Isso quer dizer que arquivos baixados da web, comprados do iTunes ou de outras lojas virtuais ou extraídos de um disco poderão ser acessados em seu iPhone, longe do seu computador.

  • Período de gratuidade: 90 dias
  • Tamanho do catálogo: 30 milhões de músicas
  • Plataformas disponíveis: Web, Mac, iOS, Apple TV
  • Dicas e recomendações: Sim
  • Estações musicais: Sim
  • Suporta envio de músicas: Sim
  • Acesso offline: Sim
  • Qualidade das músicas: 256 kbps (máximo)
  • Pacote família: Sim (compartilhado para até seis pessoas)
  • Preços: US$ 4,99/mês (individual) | US$ 7,99 (familiar)
  • Site oficial: apple.com/music

2. Deezer

Streaming de música

O Deezer é um serviço de streaming de áudio que foi sendo formado durante a sua jornada e hoje é um dos principais do planeta. Até há algum tempo, ele era a melhor opção disponível no Brasil, mas já ganhou a “companhia” de outros grandes nomes do setor.

Seu destaque fica por conta da amplitude de plataformas com as quais ele trabalha. É possível usar o Deezer em basicamente qualquer dispositivo, inclusive Smart TVs, rádios e alguns aparelhos reprodutores Blu-Ray. Obviamente, seu catálogo imenso e os demais recursos para navegação e descoberta de música também contam a seu favor.

Vale destacar também que é possível usar o Deezer gratuitamente, inclusive direto do celular. As vantagens da assinatura estão em eliminar as propagandas e também em poder salvar músicas (no computador e nos portáteis) para ouvir depois de modo offline.

  • Período de gratuidade: Ilimitado (com propaganda e sem acesso offline) ou 30 dias (sem propaganda nem limitações)
  • Tamanho do catálogo: 35 milhões de músicas
  • Plataformas disponíveis: Web, Windows 8, Android, iOS, Windows Phone, Smart TV, rádios e outros dispositivos de reprodução de áudio
  • Dicas e recomendações: Sim
  • Estações musicais: Sim
  • Suporta envio de músicas: Não
  • Acesso offline: Sim
  • Qualidade das músicas: 320 kbps (máximo)
  • Pacote família: Não
  • Preço: R$ 14,90/mês
  • Site oficial: deezer.com

3. Google Music

Streaming de música

O Google demorou um pouco para entrar neste ramo — não tanto quanto a Apple, convenhamos —, mas também não decepcionou. O Google Play Music (ou apenas Google Music) vem conquistando assinantes com seu catálogo amplo e seus recursos avançados para gerenciamento e acesso à música.

Seu aplicativo é o player de música padrão do Android e ele pode servir como servidor para guardar suas músicas. Assim, é possível enviar seus próprios arquivos MP3 para o site e ouvi-los de qualquer lugar por meio da web, de um tablet ou de um smartphone.

Assim como a iTunes Store, a Google Play também vende músicas individuais e álbuns completos. Tudo o que você adquire pela loja fica disponível em sua conta, não importa de onde você a acessa. Tudo simplificado com um catálogo amplo para você curtir seus sons favoritos.

  • Período de gratuidade: 30 dias
  • Tamanho do catálogo: 30 milhões de músicas
  • Plataformas disponíveis: Web, Android e iOS
  • Dicas e recomendações: Sim
  • Estações musicais: Sim
  • Suporta envio de músicas: Sim
  • Acesso offline: Sim
  • Qualidade das músicas: 320 kbps (máximo)
  • Pacote família: Não
  • Preços: R$ 14,90/mês
  • Site oficial: music.google.com

4. GVT Music

Streaming de música

O GVT Music é o serviço da operadora de telefonia fixa e de televisão por assinatura GVT. Atualmente, o serviço está disponível de forma exclusiva para assinantes da GVT, que podem acessá-lo diretamente da web, por meio de tablets e smartphones ou então usando o aparelho HDTV da companhia.

Seu catálogo ainda é bem modesto se comparado com o de outros serviços — apenas 4 milhões de músicas. No entanto, apesar disso, seu aspecto visual e suas funcionalidades não deixam a desejar em nada, tendo um ótimo potencial para bater de frente com os principais nomes do ramo.

Aqui também é possível salvar canções e álbuns para ouvi-los quando você não estiver conectado à internet. Uma boa vasculhada no catálogo antes de assinar pode ser uma boa forma de concluir se vale ou não a pena investir quase R$ 10 mensais neste serviço — lembrando mais uma vez: ele é exclusivo para assinantes GVT.

  • Período de gratuidade: 15 dias
  • Tamanho do catálogo: 4 milhões de músicas
  • Plataformas disponíveis: Web, Android, iOS e GVT HDTV
  • Dicas e recomendações: Sim
  • Estações musicais: Sim
  • Suporta envio de músicas: Não
  • Acesso offline: Sim
  • Qualidade das músicas: 192 kbps
  • Pacote família: Não
  • Preços: R$ 9,90/mês
  • Site oficial: gvtmusic.com.br

5. MixRadio

Comparativo streaming de música

Anteriormente disponível apenas para dispositivos Lumia, o MixRadio ampliou seu campo de atuação e, agora, pode ser instalado em qualquer dispositivo com Android, iOS e Windows Phone. O serviço é baseado em playlists e basta escolher seus artistas favoritos para que seja feita uma seleção exclusiva para você.

Depois disso, é possível ouvir online diretamente do seu smartphone ou tablet — ou então salvar as listas de reprodução no seu celular para escutar offline. Além disso, o serviço é totalmente gratuito, um diferencial bastante interessante para quem quer curtir músicas sem pagar nada por isso.

Apesar de não contar com opção para escutar um disco completo, o serviço é bastante preciso e a experiência com ele é satisfatória. Ou seja, é um ótimo auxiliar para ser carregado no bolso (pois ele não conta com um player na web) como uma rádio em que só toca músicas do seu gosto.

  • Período de gratuidade: Ilimitado
  • Tamanho do catálogo: 32 milhões de músicas
  • Plataformas disponíveis: Android, iOS e Windows Phone
  • Dicas e recomendações: Sim
  • Estações musicais: Sim
  • Suporta envio de músicas: Não
  • Acesso offline: Sim
  • Qualidade das músicas: 192 kbps (mas pode chegar até a 320 kbps)
  • Pacote família: Não
  • Preços: Gratuito
  • Site oficial: mixrad.io

6. Napster

Streaming de música

O Napster nasceu fora da lei na virada do século XIX para o século XX. Foi adorado por milhões, caçado por alguns poucos, mas marcou a história ao lançar a semente do compartilhamento de músicas pela internet. Depois de anos na inativa, a marca foi resgatada e agora é um serviço de streaming de música.

Ele veio sem fazer muito barulho, mas atualmente já é capaz de enfrentar de igual para igual os principais nomes do gênero. Com um catálogo imenso de 34 milhões de músicas, ele pode ser acessado por meio de diversos dispositivos diferentes e garante uma série de bons recursos para você.

Clientes do portal Terra e da operadora de telefonia Vivo têm condições especiais para usar o serviço, vale a pena conferir. No geral, o público pode testar o serviço premium na íntegra durante um mês inteiro sem pagar nada por isso.

  • Período de gratuidade: 30 dias
  • Tamanho do catálogo: 34 milhões de músicas
  • Plataformas disponíveis: Web, Android, iOS e Windows Phone
  • Dicas e recomendações: Sim
  • Estações musicais: Sim
  • Suporta envio de músicas: Não
  • Acesso offline: Sim
  • Qualidade das músicas: 192 kbps (máximo)
  • Pacote família: Não
  • Preços: R$ 14,90/mês
  • Site oficial: napster.com

7. Rdio

Streaming de música

Junto do Spotify e do Deezer, o Rdio é um dos mais tradicionais serviços de streaming de música do mundo. Ele também atua no Brasil já há algum tempo e oferece ótimas condições para quem busca um jeito prático e acessível para escutar músicas em qualquer lugar.

Seu catálogo não para de crescer e é o maior dentre todos os serviços listados neste comparativo. Visualmente, ele tem um aspecto bastante único, o que pode agradar quem cansou da estrutura gráfica do Deezer e do Spotify.

Além disso, um de seus principais destaques é pacote família. Nele, até cinco pessoas podem dividir uma mesma conta, sendo que o pagamento fica responsável por apenas um deles. Nesse caso, cada novo membro adicionado acrescenta-se 50% do valor de uma assinatura inteira.

  • Período de gratuidade: Ilimitado (com propaganda)
  • Tamanho do catálogo: 35 milhões de músicas
  • Plataformas disponíveis: Web, Windows, Android, iOS e Windows Phone
  • Dicas e recomendações: Sim
  • Estações musicais: Sim
  • Suporta envio de músicas: Não
  • Acesso offline: Sim
  • Qualidade das músicas: 320 kbps (máximo)
  • Pacote família: Sim (compartilhado para até cinco pessoas)
  • Preços: R$ 14,90/mês (individual) | R$ 8,99 (apenas pela web) | R$ 14,90 + 50% de uma nova assinatura a cada membro (família)
  • Site oficial: rdio.com

8. Spotify

Streaming de música

Sem dúvida o principal nome do ramo na atualidade, o Spotify não para de crescer e é um dos grandes responsáveis pela popularização do streaming como uma das principais formas de consumo de música na atualidade. Ele tem um catálogo imenso e milhões de assinantes ao redor do mundo.

É possível usá-lo de maneira gratuita por tempo ilimitado, porém este tipo de assinatura é cheio de restrições — como a impossibilidade de salvar arquivos para ouvir offline ou de tocar qualquer faixa oferecida no serviço. Ele também conta com um plano familiar, no qual até cinco pessoas podem compartilhar a mesma assinatura com desconto.

Além disso, ele está disponível em basicamente todas as plataformas: Smart TVs, consoles da Sony, tablets, smartphones, PCs e Macs. Outro destaque é a possibilidade de usar o app portátil para controlar a reprodução que acontece, por exemplo, no aplicativo para desktop.

  • Período de gratuidade: Ilimitado (reprodução apenas em ordem aleatória)
  • Tamanho do catálogo: 30 milhões de músicas
  • Plataformas disponíveis: Web, Windows, Mac, Linux, Android, iOS, Windows Phone, Smart TVs, PlayStation 3, PlayStation 4
  • Dicas e recomendações: Sim
  • Estações musicais: Sim
  • Suporta envio de músicas: Não
  • Acesso offline: Sim
  • Qualidade das músicas: 320 kbps (máximo)
  • Pacote família: Sim
  • Preços: R$ 14,90/mês (individual) | R$ 14,90 + 50% a cada novo membro (familiar)
  • Site oficial: spotify.com

9. Tidal

Streaming de música

Cansado de todas as alternativas disponíveis no mercado para o streaming de música, o rapper estadunidense Jay-Z resolveu lançar o seu próprio serviço — Tidal. Causando algum barulho, a novidade oferece música em alta definição e pode ser instalada em basicamente qualquer dispositivo.

Para apresentar algum diferencial, o Tidal oferece vídeos e músicas exclusivas, além de ingressos para shows e merchandising exclusivo para os assinantes. Ele também promete melhores condições para os artistas que publicarem suas músicas neste serviço, algo que era justamente a grande insatisfação de Jay-Z com os concorrentes do Tidal.

Ele não conta com um plano família, mas é possível reproduzir música em até quatro dispositivos diferentes com a mesma conta. Porém, três deles devem estar no modo offline e apenas um ativo, no modo online.

  • Período de gratuidade: 30 dias
  • Tamanho do catálogo: 25 milhões de músicas e 75 mil videoclipes
  • Plataformas disponíveis: Web, Mac, Windows, Android e iOS
  • Dicas e recomendações: Sim
  • Estações musicais: Sim
  • Suporta envio de músicas: Não
  • Acesso offline: Sim
  • Qualidade das músicas: 1.411 kbps
  • Pacote família: Não
  • Preços: US$ 9,99/mês (qualidade até 320 kbps) | US$ 19,99/mês (som de alta fidelidade – 1.411 kbps)
  • Site oficial: tidal.com

10. TuneIn

Streaming de música

Diferente dos demais serviços desta lista, o TuneIn não é exatamente um serviço de streaming de música. O que ele faz é transmitir estações de rádio de diversos países do mundo, ou seja, se você é fã do rádio, pode acessá-lo pela web ou por um dispositivo portátil e curtir as transmissões de milhares de estações diferentes.

São mais de 100 mil rádios, além de 4 milhões de podcasts transmitidos a partir de diversas localidades do mundo. Além de música, você pode acompanhar notícias e transmissões esportivas ao vivo. É possível selecionar suas rádios favoritas e criar um feed personalizado.

E tudo isso é oferecido gratuitamente. A inconveniência, é claro, é o fato de ter apenas os podcasts disponíveis offline. Fora isso, todas as estações de rádio demandam conexão com a internet para que você possa escutar as suas transmissões.

  • Período de gratuidade: Ilimitado
  • Tamanho do catálogo: 100 mil rádios e 4 milhões de podcasts
  • Plataformas disponíveis: Web, Android, iOS, Windows Phone, Smart TV e Xbox One.
  • Dicas e recomendações: Sim
  • Estações musicais: Sim
  • Suporta envio de músicas: Não
  • Acesso offline: Sim (apenas podcasts)
  • Qualidade das músicas: Varia
  • Pacote família: Não
  • Preços: Gratuito
  • Site oficial: tunein.com

11. Xbox Music

Streaming de música

O último serviço desta lista é o Xbox Music. Apesar do nome, o serviço de música oficial da Microsoft não funciona apenas nos consoles da companhia, podendo ser instalado em tablets e smartphones e também acessado a partir da web. Ele também conta com aplicativos para Windows, ampliando a sua disponibilidade.

Ele permite que você envie músicas para a sua conta do OneDrive, o serviço de armazenamento nas nuvens da Microsoft, e ouça tudo por meio do Xbox Music em qualquer lugar. Apesar disso, ele tem recursos bastante limitados quanto ao acesso offline, inclusive em planos pagos.

Falta também uma curadoria musical, algo sempre interessante para quem quer conhecer novos artistas e também para ter acesso a playlists prontas. O grande ponto positivo é o tamanho do catálogo, já se aproximando de 40 milhões de faixas à disposição de seus assinantes.

  • Período de gratuidade: 30 dias
  • Tamanho do catálogo: 38 milhões de músicas
  • Plataformas disponíveis: Web, Windows, Android, iOS, Windows Phone, Xbox 360 e Xbox One
  • Dicas e recomendações: Não
  • Estações musicais: Sim
  • Suporta envio de músicas: Sim
  • Acesso offline: Sim
  • Qualidade das músicas: 192 kbps (streaming) e 256 kbps (download)
  • Pacote família: Não
  • Preços: R$ 14,90/mês | R$ 149,00/anual
  • Site oficial: music.xbox.com

O veredito

Dar um veredito em um comparativo como este é complicado, isso porque muitos serviços são bem semelhantes e, a grosso modo, oferecem as mesmas coisas. Além disso, a experiência de uso de cada pessoa pode ser diferente para um mesmo ambiente, o que também dificulta determinar qual é o melhor de todos.

Porém, vale arriscar alguns palpites. Fazendo um panorama geral do serviço, os melhores continuam sendo a trinca Spotify, Deezer e Rdio, com o Google Music se apresentando como o grande concorrente a tomar o lugar de um deles no pódio. Pela quantidade de músicas oferecidas, integração com a loja e tudo mais, o serviço da gigante das buscas pode crescer ainda mais, mas fica para trás dos rivais por não contar com um serviço gratuito e ilimitado.

Porém, quando o assunto vai para o lado das assinaturas pagas, o Google Music fica no mesmo patamar dos três concorrentes e escolher um nome entre eles é só mesmo uma questão de gosto. Por enquanto, nomes como o Tidal e o Apple Music, que podem causar um grande barulho no setor, ainda estão tímidos, especialmente aqui no Brasil (ambos praticam preços em dólar).

O Napster apresenta uma boa relação entre custo e benefício, sendo talvez o principal concorrente a correr por fora na disputa com os grandes nomes do setor. O Xbox Music tem um vasto catálogo, mas seus recursos técnicos deixam muito a desejar. O MixRadio se apresenta como uma boa opção para quem não quer pagar nada e ouvir música no celular.

O GVT Music conta com recursos e aplicativos bem interessantes, mas peca pelo catálogo reduzido e também por ainda ser um serviço exclusivo para assinantes GVT. Por fim, o TuneIn não tem recursos para competir com os demais nomes da lista, sendo uma ótima opção para quem gosta de ouvir rádios e podcasts.

Mas e aí, qual é o seu serviço de streaming favorito? Ou você usa algum outro, que não entrou nesta lista? Não deixe de registrar a sua opinião nos comentários aqui embaixo.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.