Busca por David Bowie tem crescimento de 2.700% no Spotify após sua morte

Por Redação | 12 de Janeiro de 2016 às 11h44
Divulgação
Tudo sobre

Spotify

Além das discussões infindáveis nas redes sociais sobre quem era fã de verdade e quem não era, a morte do cantor David Bowie resultou em outro fenômeno bastante curioso na internet. Toda a atenção e o luto em torno da perda do icônico artista fez com que o interesse em sua obra disparasse e alcançasse níveis estratosféricos em questão de horas. Apenas no Spotify, pouco tempo após a confirmação da notícia, a busca pelas suas músicas teve um aumento de 2.700%.

Parte desse crescimento absurdo está no próprio oportunismo do serviço de streaming, que preparou uma playlist com os maiores sucessos de Bowie para que os fãs relembrassem seus melhores trabalhos e também para apresentar àqueles que estavam ouvindo falar sobre o Camaleão do Rock pela primeira vez. Não demorou para que faixas como Lazarus, Let's Dance e Ziggy Stardust aparecessem entre as músicas mais tocadas na plataforma, juntamente com a música Blackstar, de seu último álbum lançado no dia 8 de janeiro.

Esse fenômeno, inclusive, se repetiu no Brasil. Entre as 50 músicas mais tocadas no Spotify no país, Bowie aparece várias vezes e à frente de nomes como Selena Gomez, Ariana Grande e Wesley Safadão — a prova definitiva de que o adeus do cantor foi bastante sentida por aqui. Ainda tinha gente reclamando das pessoas que nunca foram fãs do artista e que estavam conhecendo suas músicas somente agora como se isso fosse algo ruim.

Assista Agora: Saiba quais são os 5 maiores problemas das empresas brasileiras e comece 2019 em uma realidade completamente diferente.

David Bowie

Além disso, esse aumento no interesse também foi sentido em outras plataformas. No iTunes brasileiro, por exemplo, o álbum Blackstar se tornou rapidamente o disco mais vendido da loja, seguido pela coletânea The Best of David Bowie 1969/1974 e The Best of David Bowie 1980/1987. Ainda na lista dos dez mais populares, o disco Nothing Has Changed e Best of Bowie despontavam na quinta e na nona colocação, respectivamente. Em outras palavras, metade do Top 10 era ocupado por ele.

Já em relação às músicas individuais, a presença de Bowie era ainda mais marcante, com 7 das 10 mais baixadas no iTunes. São elas: Lazarus (1º), Blackstar (3º), Modern Love (4º), Starman (5º), I Can't Give Everything Away (7º), Dollar Days (8º) e Heroes (10º). Assim, se você ainda duvidava que ele era um dos artistas mais influentes dessa geração, essa explosão de interesse com a sua morte mostra não apenas o quão importante ele era para o cenário como a falta que ele vai fazer entre os fãs — os velhos e os novos.

Fonte: Mashable

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.