Artistas do Tidal estão telefonando aos fãs para agradecer pelo apoio

Por Redação | 17 de Abril de 2015 às 13h01

Imagine que você está lendo um texto como este e, de repente, seu telefone toca. É um número internacional, desconhecido, mas a curiosidade o faz atender. E, do outro lado da linha, está Jay Z, um dos maiores rappers da indústria fonográfica, e ele quer te agradecer pessoalmente por utilizar o Tidal, sua plataforma de streaming. Parece mentira, não? Mas é exatamente isso que está acontecendo.

De acordo com Vania Schlogel, uma das executivas do sistema, o músico se uniu a artistas como Kanye West, Jack White e Beyoncé para não apenas fomentar o uso da novidade, mas também mostrar carinho aos fãs que embarcaram na empreitada logo no começo. Por isso, usuários aleatórios estariam recebendo ligações telefônicas dos artistas, como parte de uma campanha para tornar o Tidal ainda mais próximo das pessoas e, claro, muito mais conhecido.

Tudo, explica Schlogel, tem a ver com a ferramenta de análise disponibilizada pelo serviço aos artistas. Em vez de confiar em um gerenciamento central, o Tidal conta com perfis para cada músico cadastrado no site, por onde eles podem escolher quais músicas terão destaque e as faixas mais tocadas. Além disso, podem conferir números de visualização, permanência e alcance com um nível de detalhe que pode exibir números na casa dos milhares, ou então, informações específicas sobre um utilizador único.

É dessa maneira que Jay Z e os outros artistas estariam obtendo os telefones de alguns dos fãs que mais aparecem nas listas das músicas próprias, caso eles, claro, tenham registrado essa informação na hora do cadastro. Um deles, inclusive, teria brincado afirmando que a ligação de seu artista preferido foi o melhor contato de telemarketing já recebido por ele.

Schlogel afirmou ainda que, para o rapper nova-iorquino, o Tidal é o projeto de uma vida e o responsável, espera ele, por mudar a cara da indústria e dar um pouco mais de respeito e pagamentos justos aos artistas. O sistema promete uma parcela considerável de royalties para eles, ao contrário de outras plataformas como o Spotify, por exemplo, que prometem ganhos gigantescos em escala, mas remunerações ínfimas para cada reprodução.

É justamente isso que levou Jay Z e os outros responsáveis pelo Tidal a adotarem um sistema que funciona exclusivamente por meio de assinaturas. Em troca, nos planos maiores, os usuários recebem canções em altíssima qualidade e quase sem compressão, desde que, claro, suas conexões aguentem essa carga. A novidade foi lançada no começo de abril e é fruto da compra da Aspiro pelo rapper.

Fonte: Business Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.