Zuckerberg afirma em entrevista que não criou o Facebook para encontrar garotas

Por Redação | 01 de Março de 2016 às 08h45
photo_camera Divulgação

Se você assistiu ao filme A Rede Social, de David Fincher, é bem provável que tenha em sua mente a ideia de que Mark Zuckerberg (na telona interpretado por Jesse Eisenberg) criou o Facebook basicamente porque queria um jeito novo e simples de encontrar garotas. Porém, a realidade pode estar um pouco distante deste fato, pelo menos é o que dá a entender algumas declarações do próprio criador da rede social mais popular do planeta.

Em entrevista a Mathias Döpfner, presidente do grupo de mídia alemão Axel Springer SE, o agora executivo garante que, enquanto era estudante de Harvard, viu uma lacuna a ser preenchida. Na época, ele já namorava Priscilla Chan, atualmente sua esposa, e estava obcecado com a internet. Para ele, de um lado estava o Google, onde você poderia encontrar qualquer coisa; do outro, estava a Wikipédia, uma ferramenta para encontrar material de referência sobre os mais variados temas. Contudo, quando se falava de pessoas, ainda faltava algo.

“Não havia uma ferramenta que você poderia acessar e aprender sobre outras pessoas”, comenta Zuckerberg. “Eu não sabia como criar isso, então comecei a construir pequenas ferramentas”, continua, citando especificamente o Coursematch, um serviço no qual os alunos de Harvard poderiam listar as disciplinas que estavam cursando durante a graduação. Então ele criou o Facematch, que aparece como gênese do Facebook no filme de David Fincher, mas que não passava de uma pegadinha segundo o próprio criador.

Trabalho de história

O Coursematch virou uma ferramenta para ajudar Zuckerberg a se sair bem em uma prova de história da arte. Como não havia prestado atenção na aula, ele adaptou a sua criação para se tornar uma ferramenta de estudo na qual as pessoas entravam e então viam a foto de uma obra selecionada de maneira aleatória. A partir daí o visitante deveria inserir qualquer informação significante a respeito dela sob o ponto de vista da história da arte — e essa foi só uma das pequenas ferramentas cridas por ele durante o seu período na faculdade.

“Eu provavelmente criei umas 10 coisas diferentes deste tipo enquanto estava em Harvard. Pensei que deveria reunir algumas delas para criar uma ferramenta onde as pessoas poderiam compartilhar qualquer coisa que quisessem com as pessoas ao seu redor. E foi assim que surgiu a primeira versão do Facebook”, comentou o fundador da rede social, desmistificando a imagem criada por Hollywood.

Fonte: Business Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.