Yahoo perde contrato milionário com a AT&T

Por Redação | 05.05.2016 às 11:25

Depois de mais de quinze anos de parceria, a AT&T anunciou que não irá mais utilizar vários dos serviços do Yahoo. A empresa norte-americana de telecomunicações confirmou que está mudando para a Synacor, que passará a gerir grande parte de seus serviços web. Além do site da companhia, a Synacor passará a gerenciar aplicações móveis e o serviço de pesquisas da AT&T, uma das maiores empresas de comunicação do mundo.

O serviço de e-mail da operadora é a única parte sobrevivente da parceria com o Yahoo. Através de um comunicado, ela afirmou que o processo de transição irá ocorrer "ao longo de um a dois anos". Para a AT&T, a mudança é mais um passo para a integração de "entretenimento e serviços que os clientes desejam".

Para a empresa de internet, a saída da AT&T significa uma perda de quase US$ 100 milhões por ano, o que certamente prejudicará o equilíbrio financeiro da empresa e pode influenciar negativamente seu processo de venda. Apesar disso, as ações da empresa liderada por Marissa Mayer permaneceram praticamente inalteradas depois do anúncio do rompimento. Por outro lado, a Synacor, uma companhia pouco conhecida entre as grandes companhias do setor tecnológico, viu suas ações crescerem 126% após o fechamento do acordo.

Nos últimos trimestres, os resultados financeiros do Yahoo revelaram que a empresa se mostrou incapaz de reverter o rumo negativo causado principalmente pela crescente concorrência e pela perda do volume de negócios para empresas como Google, Apple e Facebook. A companhia do Vale do Silício informou, no primeiro trimestre do ano, uma perda líquida de US$ 99 milhões, um declínio acentuado em relação ao mesmo período do ano passado, quando registrou lucro de US$ 21 milhões. Além disso, em fevereiro, ela anunciou que passaria a cortar 15% de toda sua força de trabalho, justificando a decisão como uma forma de buscar estratégias alternativas para voltar a crescer.

Após muito insistir em recuperar a corporação, Marissa Mayer finalmente se rendeu e a colocou à venda. Iniciativas privadas, coalizões de bancos de investimentos e empresas como Verizon, DMGT (controladora do jornal The Daily Mail) e a própria AT&T já apareceram nos noticiários como interessados em adquirir o Yahoo.

Via The Economic Times