Yahoo apresenta queda de 11,3% em sua receita e acionistas pressionam sua venda

Por Redação | 19 de Abril de 2016 às 21h58

O Yahoo anunciou nesta terça-feira (19) queda de 11,3% em sua receita total no primeiro trimestre deste ano, o que gera ainda maior pressão para encontrar alternativas para lidar com os prejuízos. Em fevereiro a companhia já havia demonstrado que as perspectivas financeiras não eram boas, tendo reestruturado suas operações e começado a explorar a venda de seu negócio principal: buscas e exibição de anúncios.

A pioneira tem enfrentado dificuldades com o crescimento do uso de dispositivos móveis, e uma das apostas da empresa foi a contratação de Marissa Mayer, presidente-executiva desde 2012, para tentar reverter a má situação, mas os números revelam o insucesso da companhia.

Yahoo

Depois de quatro trimestres de crescimento, a receita caiu para US$ 1,09 bilhão no primeiro trimestre de 2016, tendo apresentado prejuízo de US$ 99 milhões. No mesmo período de 2015, a receita foi de US$ 1,23 bilhão, e seu lucro líquido, 21 milhões de dólares.

O setor de anúncios publicitários apresentou queda de 1%, ou seja, US$ 463 milhões. Já o faturamento em seu negócio de pesquisas teve recuo considerável: foram US$ 820 milhões, número 15% menor em comparação com o mesmo período do ano passado.

Os acionistas estão impacientes, pressionando a venda dos negócios, e como forma de participar ainda mais ativamente do processo de decisão do futuro da companhia, foi proposta, inclusive, uma chapa alternativa de nove diretores para substituir o conselho do Yahoo inteiro na próxima reunião anual de acionistas da empresa, que está prevista para o meio do ano.

Via: The New York Times

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.