Yahoo altera documentos indicando que deverá ser vendido em breve

Por Redação | 15 de Abril de 2016 às 00h07

Não é novidade que o Yahoo está enfrentando dificuldades financeiras e que a venda da companhia será invevitável. A CEO Marissa Mayer chegou a declarar que estaria à procura de compradores que a mantivessem no cargo, e parece que a venda da empresa (ou parte dela) está mais próxima do que imaginamos. Isso porque a companhia realizou alterações em documentos oficiais nessa semana incluindo cláusulas garantindo que seus funcionários recebam suas verbas rescisórias, mesmo que somente uma parte do Yahoo seja vendida. A mudança também contempla os executivos da companhia, que continuarão recebendo seus lucros acionários normalmente após a venda da empresa.

Os interessados em adquirir o Yahoo ou parte dele têm até a próxima segunda-feira (18) para explorarem suas possibilidades, revisando os números da companhia para fazer uma oferta. O prazo inicial acabaria na semana passada, mas a companhia optou por uma extensão para que os possíveis compradores tivessem mais tempo de estudar os valores a serem pagos, bem como de que forma os setores do Yahoo se encaixariam em suas estruturas internas.

As alterações oficiais na burocracia da companhia mostram que o Yahoo está realmente se preparando para ser adquirido, e preocupando-se em manter os direitos e benefícios de seus empregados e executivos. Eric Jackson, que trabalha na empresa de investimentos estadunidense SpringOwl Asset Management, contou ao Business Insider que essa mudança na documentação do Yahoo revela “uma possibilidade razoável de que a companhia passará por algum processo de venda dentro dos próximos meses”.

Até o momento da redação desta nota, o Yahoo não fez nenhum comentário oficial a respeito do assunto.

Fonte: Business Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.