Xiaomi convida fãs brasileiros para evento no dia 30 de junho

Por Redação | 15 de Junho de 2015 às 13h53

A passos tímidos, a Xiaomi vai aos poucos conquistando um espaço no mercado brasileiro. E ao que tudo indica, a gigante chinesa está pronta para fazer sua estreia no país. Tanto é que agendou um evento no dia 30 de junho para anunciar os primeiros detalhes de sua operação no Brasil.

Ao acessar o site mibrasilchegou.com.br é possível visualizar a mensagem "sempre acredite que algo incrível está prestes a acontecer". Logo abaixo está o logotipo da empresa e a imagem de um smartphone, que aparecem acima de um botão de inscrição para participar do evento.

Até o fechamento desta notícia, a página ainda aceitava inscrições para a conferência. De acordo com a companhia, os lugares são limitados e, após o preenchimento de um formulário, o internauta receberá um e-mail com a confirmação do assento. "Temos surpresas para os Mi Fãs!", destaca a entidade. Nesse formulário, o usuário precisa colocar dados como nome, CPF, RG e endereço, além de informar qual smartphone utiliza atualmente.

"Queremos muito que os Mi fãs possam participar desse momento especial: o lançamento da Xiaomi no Brasil! Temos um número limitado de lugares, mas a prioridade são vocês! Antes de preencher seus dados, gostaríamos de informar que o lançamento será em São Paulo, no dia 30/06 – terça-feira – às 15 horas! Então, se planeje!", diz a Xiaomi.

O questionário ainda possui a pergunta "quero participar do lançamento da Xiaomi no Brasil porque", indicando que a entidade fará um rigoroso processo seletivo para determinar os fãs que poderão acompanhar de perto a chegada da empresa em território nacional. Pelo Twitter, a Xiaomi também comentou sua estreia no Brasil.

Apple chinesa

Fundada em 2010, a Xiaomi é conhecida por vender smartphones com especificações de um celular topo de linha, mas com preços mais baixos em relação à concorrência. Além dos telefones que valorizam o custo-benefício, a Xiaomi também se destaca pelo seu CEO e fundador, Lei Jun. O executivo é comparado ao gênio Steve Jobs, graças a suas apresentações e estratégias de marketing similares – sem contar a forma simples de se vestir durante essas conferências.

Neste link você pode conhecer um pouco mais mais sobre a empresa que tem conquistado os chineses e que tirou Hugo Barra do Google para ocupar o cargo de vice-presidente global na companhia.

Em março, a empresa lançou uma campanha bem humorada nas redes sociais para ensinar os usuários a pronunciar corretamente o nome da fabricante chinesa. "Nem todo mundo entendeu nosso nome. Demora um pouco pra pegar o jeito mesmo. Na dúvida, pode chamar de Mi", dizia o comercial. O teaser utilizou copos descartáveis para mencionar os nomes, em uma clara referência ao sistema de atendimento da rede de cateferias Starbucks. Quem já visitou uma das lojas sabe que, muitas vezes, os atendentes acabam errando o seu nome na hora de escrevê-lo no copo.

Em outro vídeo divulgado na página Mi Brasil no Facebook, Barra disse que os aparelhos da Xiaomi serão vendidos no Brasil apenas pela internet. A empresa já conseguiu homologação da Anatel para vender o Redmi Note 4G no país, um smartphone com tela de 5,5 polegadas, câmera frontal de 5 MP e traseira de 5 MP e suporte para tecnologia 4G. Na Índia, o dispositivo custa o equivalente a R$ 454.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.