Wearables cresceram 197,6% no terceiro trimestre de 2015; Fitbit lidera

Por Redação | 04.12.2015 às 12:56

Empresas mobile despacharam um total de 21 milhões de dispositivos wearables para todo o mundo no último trimestre. O número representa um aumento de 197,6% em comparação às 7,1 milhões de unidades vendidas no terceiro trimestre de 2014.

Quem roubou a cena no terceiro trimestre de 2015 foi a Fitbit, que ficou novamente em primeiro lugar, deixando grandes nomes como Apple e Xiaomi para trás. Confira os números referentes ao período divulgados pela IDC:

Empresa Volume de vendas (milhões) Participação de mercado
1. Fitbit 4,7 22,2%
2. Apple 3,9 18,6%
3. Xiaomi 3,7 17,4%
4. Garmin 0,9 4,1%
5. BBK 0,7 3,1%
Outros 7,3 34,6%
Total 21 100%

Apesar de estar à frente das concorrentes e as vendas terem dobrado, a Fitbit apresentou uma queda de 10,6% (de 32,8% para 22,2%) em relação ao mesmo período de 2014. No entanto, a empresa permaneceu em primeiro lugar graças aos seus populares modelos Fitbit Charge e Fitbit Surge.

Já a Apple estreou no mercado de dispositivos móveis com 18,6% de participação graças ao Apple Watch. A Xiaomi foi quem mostrou maior crescimento na comparação anual graças à sua pulseira fitness de baixo custo, a Mi Band.

Entre o terceiro trimestre de 2014 e de 2015, a chinesa passou de 400 mil unidades vendidas para 3,7 milhões. No entanto, mais de 97% do volume de vendas da Xiaomi ainda se concentra na sua terra natal, a China, o que indica que a empresa ainda tem muito espaço para crescer.

A pesquisa ainda apontou que, apesar do crescimento do número de smartwatches disponíveis no mercado, o interesse por pulseiras fitness não caiu. Até o final do terceiro trimestre de 2015, o volume de vendas para as duas categorias de produtos aumentou na comparação anual.

Via Venture Beat