Vendas de smartphones usados devem alcançar US$ 30 bilhões em 2020

Por Redação | 22.11.2016 às 11:45

O mercado de smartphones usados e recondicionados tem crescido rapidamente e irá manter o ritmo de expansão nos próximos anos, de acordo com nova projeção da IDC. Segundo a consultoria, os programas de trocas em vários canais ajudaram a aumentar as vendas destes dispositivos.

A previsão é de que este mercado cresça de 81,3 milhões de unidades vendidas em 2015 para 222,6 milhões em 2020. Isso representa um crescimento anual composto de 22,3%, ainda de acordo com a estimativa da IDC.

“Os dispositivos usados oferecem uma opção adicional para clientes com pouco crédito, o que não lhes permite acessar planos de pagamento”, indica Anthony Scarsella, diretor de pesquisa do programa de celulares da IDC. O preço médio de venda deste tipo de smartphone a US$ 136 em 2020 elevará para US$ 30 bilhões o valor total deste mercado no período previsto.

A IDC classifica um smartphone recondicionado quando o mesmo foi usado e entregue pelo dono em um ponto de recolha. Após ser examinado, é enviado para instalações onde se processa o recondicionamento, sendo depois vendido em um canal secundário. Ou seja, a consultoria exclui a venda ou troca de smartphones usados entre consumidores.

De olho no mercado

Atentas ao potencial de crescimento do mercado de smartphones recondicionados as rivais Apple e Samsung já traçaram suas estratégias para ampliar a receita com a venda de tais dispositivos.

Enquanto a Maçã começou a vender iPhones remanufaturados em sua loja online nos Estados Unidos neste mês, a fabricante sul-coreana planeja lançar um programa de venda de smartphones usados no próximo ano. Os dispositivos recondicionados viriam do programa de atualização anual da empresa em mercados como Coreia do Sul e Estados Unidos.

Fonte: BitMagazine