Uber tenta melhorar ambiente de trabalho proibindo bebidas alcoólicas

Por Redação | 13 de Junho de 2017 às 17h50

Protagonista de uma série de polêmicas recentes envolvendo roubo de documentos confidenciais, assédios sexuais e denúncias de machismo, a Uber decidiu começar a cortar a cultura da “broderagem” em seus escritórios proibindo o consumo de bebidas alcoólicas durante o expediente, o que era liberado até então.

Nesta terça (13), a companhia publicou um documento de 13 páginas fazendo uma espécie de “mea culpa”, destacando a necessidade de realizar importantes reformas no cerne da companhia. No mesmo dia, o CEO Travis Kalanick anunciou que está tirando uma licença por tempo indeterminado de sua posição na empresa, ao menos enquanto essa reformulação toda é planejada.

Com a proibição de se consumir álcool no expediente (incluindo nos eventos promovidos pela empresa), a Uber também está cortando parte de seu orçamento que era direcionada para a compra de bebidas para as festinhas internas. A mudança visa transformar a cultura da empresa em um ambiente mais focado nos negócios, não fazendo das comemorações alcoólicas o foco das festas, resultando em uma empresa mais inclusiva, diversificada e respeitosa.

Fonte: Business Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.