Uber quer usar carros elétricos voadores até 2021

Por Redação | 27 de Outubro de 2016 às 12h59

Em comunicado oficial publicado na manhã desta quinta-feira (27), a Uber disse estar trabalhando em um projeto para utilizar carros elétricos voadores em sua frota até 2021.

Batizado de Elevate, ele prevê a adoção de veículos de decolagem e aterrissagem vertical (VTOL) para ajudar passageiros no deslocamento de casa para o trabalho. Com isso, a ideia da empresa é fazer com que as pessoas não fiquem mais presas em engarrafamentos e possam chegar ao serviço em cerca de 15 minutos.

De acordo com a Wired, tudo isso será feito em parceria com empresas privadas e o governo, já que a Uber não está disposta a fabricar seus próprios veículos. Aqui, o plano seria convencer o governo a incentivar tais empresas a fabricarem os veículos, cuja utilização seria intermediada pela startup norte-americana.

Aeronaves VTOL já são uma realidade há algum tempo, principalmente entre os militares. Ideia da Uber é adotar esse sistema de pouso e decolagem para eliminar até mesmo a necessidade de pistas de pouso

Aeronaves VTOL já são uma realidade há algum tempo, principalmente entre os militares. Ideia da Uber é adotar esse sistema para eliminar até mesmo a necessidade de pistas de pouso e decolagem (Reprodução: Giphy)

Para a Uber, o projeto trará "vantagens de custo significativas" em relação às demais propostas de resolução de problemas de transporte, não havendo mais necessidade de construir estradas, pontes ou túneis. Ao invés disso, bastaria construir alguns pontos de aterrissagem para embarque e desembarque de passageiros.

Além disso, a companhia destaca que os veículos seriam capazes de transportar "várias pessoas" ao mesmo tempo, atingir até 240 km/h e percorrer até 160 quilômetros com uma única carga. Além de contribuir com o meio ambiente, os veículos também não gerariam congestionamentos, pois não precisam percorrer rotas predefinidas.

O projeto do Uber é bastante ambicioso, sobretudo por estipular um prazo para que os planos se tornem realidade, mas não é o único do tipo. A Alphabet, empresa-mãe do Google, vem realizando sucessivos investimos na Zee.Aero, uma empresa cujo principal objetivo é construir carros voadores capazes de decolar e aterrissar verticalmente. A Airbus também vem trabalhando num protótipo de veículo desse tipo e planeja finalizá-lo até o fim de 2017.

Via Uber, Wired

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.