Uber "esconde" índices de preço dinâmico e passageiros reclamam

Por Redação | 08 de Dezembro de 2016 às 16h54

Recentemente o Uber alterou o seu modelo de precificação das viagens, saindo de valores estimados para um valor fixo antes mesmo do usuário solicitar o motorista. Entretanto, a mudança fez os usuários notarem também que o modelo de tarifa dinâmica foi alterado, o que não agradou a alguns deles.

Desde meados de novembro, o aplicativo não exibe mais o ícone para sinalizar a tarifa dinâmica, índice que aumenta o preço das corridas quando o contingente de carros em circulação é menor que a demanda de passageiros.

No modelo antigo, o aplicativo mostrava com números o quanto o preço da viagem ficaria mais caro, com multiplicadores de valor como 1,5x mostrando o acréscimo no valor. Agora, o aplicativo substituiu isso por frases como "preços um pouco mais altos do que o normal".

Segundo destacaram passageiros à rádio CBN do Rio, ao não indicar o multiplicador de preço dinâmico durante a corrida, fica difícil saber como ou quando conseguir corridas por tarifas menores, já que anteriormente ao mostrar que o preço dinâmico estava ativo, o passageiro poderia esperar para ver se conseguia algo mais barato.

Em resposta às reclamações dos passageiros, a uber alegou que a mudança foi feita para que o aplicativo “fique o mais simples e objetivo possível para os usuários”. Além disso, a empresa afirmou que sempre procura “informar aos usuáriossobre os preços de suas viagens com antecedência, inclusive quando o preço dinâmico está vigente”.

Fonte: CBN

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.