Uber enfrenta guerra entre alguns de seus investidores

Por Redação | 11 de Agosto de 2017 às 19h53

Depois que a Benchmark Capital, uma das maiores investidoras da Uber, anunciou que está processando o ex-CEO Travis Kalanick por fraude, o novo furacão que a companhia está enfrentando está por conta de outros investidores, que querem tirar a Benchmark da jogada por conta de sua postura.

Shervin Pishevar e Ron Burkle, da Yucaipa Companies, junto com Adam Leber da Maverick, enviaram um e-mail aos investidores e líderes da Uber nesta sexta-feira (11) pedindo que a Benchmark fosse removida do conselho da companhia, já que a acusação de que o ex-CEO teria feito uma espécie de complô para se manter no poder foi considerada, por eles, indevida. O grupo pretende fazer com que a Benchmark perca 75% de suas ações da Uber para que ela não tenha mais nenhuma voz ativa nas decisões que a empresa tomar daqui em diante.

Ainda segundo os investidores que vão contra a postura da Benchmark, o processo que ela abriu contra Travis impede o processo de se arrecadar novos fundos para a Uber, além de atrapalhar a procura por um novo CEO. Uma votação simbólica a respeito será feita nos próximos dias para determinar o que acontecerá daqui para frente. Enquanto isso, Pishevar está procurando investidores interessados em comprar as ações da Benchmark Capital, tirando-a, de vez, do conselho da companhia.

Fonte: The Verge

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.