Uber decide devolver milhões de dólares para motoristas em Nova Iorque

Por Redação | 24.05.2017 às 18:44
photo_camera Divulgação

Depois de cobrar comissões superiores às que os motoristas deviam por dois anos e meio, a Uber enfim decidiu restituir dezenas de milhões de dólares em pagamentos indevidos para esses trabalhadores. “O roubo pela Uber do dinheiro que os motoristas batalham muito para ganhar é só o mais recente exemplo das táticas matreiras usadas pelo setor”, denunciou Jim Conigliaro, fundador do Independent Driver’s Guild — associação que representa motoristas da Uber em NY.

A associação precisou apelar às autoridades para que a investigação fosse conduzida, revelando as práticas adotadas pelo serviço na cidade. Por outro lado, a Uber alegou que não havia percebido o erro, pois o problema envolve aplicar uma comissão de 25% ao valor bruto da tarifa (o que inclui imposto sobre as vendas), em vez de aplicar a comissão sobre o valor líquido (que exclui o imposto). Com esse erro, a companhia acabou lucrando 2,6% a mais do que deveria em cada tarifa.

Rachel Holt, diretora dos serviços de carros da Uber na América do Norte, declarou que o compromisso da empresa é “pagar a cada motorista cada centavo que devemos — e com juros —, o mais rápido possível”. A empresa vem enfrentando escândalos frequentes nos últimos tempos, incluindo acusações de assédio sexual, processo judicial por roubo de segredos comerciais e a saída de executivos importantes.

Recentemente, a Uber atualizou seu aplicativo para os motoristas, exibindo com mais clareza exatamente quanto o passageiro pagou, quanto a Uber ganhou com a corrida, e quanto ficou para o motorista. Ainda assim, há quem acredite que a companhia esteja cobrando comissões exageradamente altas dos motoristas. “A quantia total que a Uber deve aos motoristas é muito mais alta do que aquela que a empresa admite agora”, acredita Bhairavi Desai, diretor-executivo do sindicato New York Taxi Workers Alliance. O sindicato já havia exposto o problema no ano passado.

Fonte: Folha de S. Paulo