Twitter encerrará operações de engenharia em unidade na Índia

Por Redação | 20 de Setembro de 2016 às 10h45

O Twitter aos poucos dá sinais de que pode sim estar explorando sua venda em breve. A empresa confirmou nesta terça-feira, 20, ao blog TechCrunch que irá encerrar suas operações de engenharia em Bangalore, na Índia, o que resultará na demissão de 20 engenheiros. A imprensa indiana chegou a afirmar que quase 100 funcionários seriam cortados, número que a rede social diz estar incorreto.

"Como parte de nossa frequente revisão do negócio, decidimos parar o trabalho de engenharia global no centro de desenvolvimento de Bangalore", disse um porta-voz da empresa à publicação. "Agradecemos aos indivíduos afetados [pelo corte] por suas valiosas contribuições e estamos fazendo o máximo que pudermos para fornecer-lhes uma saída respeitosa da nossa empresa."

Apesar dos cortes, o Twitter vai continuar a operar o escritório em Bangalore, assim como os de Delhi e Mumbai. "O Twitter continua comprometido com a Índia como um mercado estratégico para usuários, parceiros e anunciantes", declarou o porta-voz, ressaltando que este movimento não afetará as operações internacionais da empresa. A Índia é um dos mercados de mais rápido crescimento do Twitter em todo o mundo, embora ele não revele as receitas obtidas por país em seus resultados financeiros.

O maior movimento estratégico feito pelo Twitter para reforçar sua posição na Índia foi a aquisição da startup ZipDial em janeiro de 2015. A compra também visou melhorar a oferta global de publicidade da rede social. O ZipDial pode não ser muito conhecida para a maioria das pessoas, mas ela conta com grandes marcas entre seus clientes, como Pepsi, Disney, KFC, P&G e Cadbury. Para estas empresas, a startup oferece serviços simples de um telefone celular (SMS, chamadas de voz e internet móvel) e transforma-os em plataformas de marketing lucrativas.

Fonte: TechCrunch

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.