Transição de gênero é tema de novo comercial do Google

Por Redação | 22 de Junho de 2015 às 12h09
photo_camera Divulgação

Quem acessa a internet com frequência, certamente deve ter acompanhado diversas discussões envolvendo uma campanha d'O Boticário para o Dia dos Namorados, que retratou vários casais (hetero e homossexuais) comemorando a data. Mesmo criticada por usuários mais conservadores, a empresa não é a única a apoiar causas da comunidade LGBT e uma gigante do mundo da tecnologia lançou recentemente um trabalho para abordar outra questão importante na luta contra o preconceito.

Na última semana, o Google divulgou um novo comercial para comemorar o Mês do Orgulho LGBT. Na propaganda, intitulada "Construindo uma Comunidade de Orgulho com o Google My Business", vemos a história de um homem transgênero e como uma academia o ajudou em sua transição.

"Minha infância não foi a melhor, mas também não foi a pior. Conforme fui crescendo, eu nunca estive confortável com jeito que me via no espelho. Eu queria ver algo masculino. Queria ter aqueles músculos", diz. Jake nasceu no corpo de uma mulher, mas desde muito jovem sempre se identificou com o gênero masculino, como explica no vídeo.

Com base na vida de Jake, o clipe mostra um pouco do processo de transição de Jake e como ele conseguiu o corpo que tanto queria. Para tal, conhecemos a academia de musculação City Gym, em Kansas City (EUA), que ajuda um grupo de garotos trans a conquistar o corpo que desejam, mas principalmente a se sentirem mais confiantes quanto a si mesmos.

"Os garotos no grupo nasceram em corpos femininos, mas sempre se identificaram como homens", afirma Hailee B. Walsh, proprietária da academia. "Nunca foi minha intenção criar um espaço especifico para nenhum grupo, mas sim um local onde qualquer grupo se sinta confortável. Esses meninos estão se sentindo mais fortes, mas a verdadeira mudança está acontecendo em seus interiores", diz.

Além de apoiar a comunidade transgênera, a campanha faz parte de um material de divulgação do Google My Business, uma das diversas ferramentas do Google para ajudar pequenas empresas a serem reconhecidas em suas cidades.

Esta não é a primeira vez que a companhia de Mountain View lança uma campanha em prol dos direitos transgêneros e LGBT. No ano passado, o YouTube divulgou a #ProudToPlay, uma propaganda na época da Copa do Mundo no Brasil para pedir o fim da discriminação contra homossexuais e pessoas trans no futebol. O vídeo contou com os depoimentos de esportistas de todo o mundo que se assumiram gays, além da participação dos atletas brasileiros Neymar e Marta, que apoiaram o movimento.

O Google também é uma das 379 companhias que assinaram um documento pedindo à Suprema Corte dos Estados Unidos o fim da proibição do casamento gay. Fora o Google, empresas como Apple, HP e Microsoft também já se mostraram a favor de causas como essas.

Fonte: CNET

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.