Tim Cook vai receber da Apple bolada bilionária em pagamento final de contrato

Tim Cook vai receber da Apple bolada bilionária em pagamento final de contrato

Por Felipe Gugelmin | Editado por Claudio Yuge | 26 de Agosto de 2021 às 17h18
Divulgação/Apple

No comando da Apple há dez anos, Tim Cook ainda não tem previsão para deixar o cargo de CEO na Maçã — embora tenha confirmado que não se vê participando dela na próxima década. Quando isso eventualmente acontecer, o executivo terá uma fortuna ainda maior, especialmente com a bolada que vai receber nesta semana: o contrato dele prevê que seu "pagamento final" será de 5 milhões de ações da companhia, avaliadas atualmente em US$ 750 milhões (ou R$ 3,9 bilhões).

O pagamento generoso é parte do acordo que Cook fez quando assumiu o cargo de CEO da companhia, após Steve Jobs deixar a função devido a problemas de saúde — isso não quer dizer que ele vai deixar de receber salário depois disso, apenas que uma das cláusulas de seu registro para a parceria de longa data inclui esse montante no modelo de remuneração combinada. Entre os requisitos para receber os 5 milhões de ações estava a meta de valorização de cada cota. Ele tinha que ultrapassar, nos últimos três anos, um montante atrelado aos papeis de 2/3 das empresas listadas no índice S&P 500, que monitora o desempenho de grupos na Bolsa de Valores de Nova York. E conseguiu.

Imagem: Divulgação/Apple

Ao assumir o cargo em 2011, o executivo teve como principal objetivo diversificar os dispositivos oferecidos pela companhia, com foco prioritário em serviços. Ao mesmo tempo em que lançou novos produtos, Cook também consolidou o sucesso de aparelhos como o iPhone e o iPad, além de fortalecer o ecossistema da App Store — como resultado, ele levantou um patrimônio líquido avaliado pelo Bloomberg em US$ 1,5 bilhão (R$ 7,8 bilhões). Parte dessa fortuna será doada, segundo o próprio CEO.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Cook não pretende manter a fortuna

Em 2015, o executivo afirmou que não pretende guardar para si as grandes fortunas que conquistou, cuja maior parte já foi doada ou será doada futuramente. Ao assumir o cargo de CEO em 2011, ele teve como principal desafio suceder o sucesso obtido por Jobs, considerado até hoje um dos nomes mais influentes e visionários do mundo da tecnologia.

Com um perfil mais técnico e focado em números, Cook conseguiu aumentar em 1.100% os retornos gerados pelas ações da companhia — somente em 2021, os papéis já foram valorizados em 12%. Ainda sem ter um sucessor em mente, atualmente ele enfrenta desafios regulatórios que envolvem acusações de monopólio da App Store e questionamentos sobre a maneira como lida com dados sensíveis de clientes, especialmente em países como a China.

Fonte: Fortune

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.