Cook se manifesta novamente sobre as acusações de acordos ilegais com a Irlanda

Por Redação | 01 de Setembro de 2016 às 19h12
photo_camera Divulgação

No início desta semana, a Apple foi acusada pela Comissão Europeia de deixar de pagar mais de € 13 bilhões em impostos para a Irlanda. A empresa imediatamente refutou qualquer ação ilegal por parte dela e já afirmou que próprio governo da Irlanda vai tentar reverter essa medida. Hoje, Tim Cook, CEO da Apple, se manifestou novamente sobre o caso na imprensa irlandesa.

Cook não se conteve muito com as palavras e disse que o imposto de 0,005% informado pela Comissão é falso e a acusação é uma “porcaria de cunho político”. Ele disse que, na verdade, a Apple pagou US$ 400 milhões para a Irlanda e acredita que a empresa tenha sido a maior pagadora de impostos no país naquele ano. Além disso, afirmou que a empresa sempre trabalhou com a taxa de 12,5% aplicada a todos os países, desconhecendo qualquer acordo diferenciado.

O CEO da Apple diz que continuará com os seus planos de expansão da empresa na Irlanda como já havia previsto, incluindo a inauguração de um novo centro de dados muito em breve, independente dos problemas tributários. Ele afirmou que ninguém fez nada de errado e que a parceria entre a empresa e a Irlanda vai continuar. “Nossa parceria não foi nem um pouco afetada, estamos totalmente comprometidos com a Irlanda. A equipe está fazendo um trabalho incrível com a Apple e nós vamos avançar com os investimentos previstos”, afirmou Cook.

Enquanto isso, oficiais do governo irlandês estão travando uma batalha interna sobre se eles devem ou não começar uma luta contra a União Europeia nos tribunais. Alguns membros da coalizão do governo acreditam que eles devem aceitar esse pagamento de € 13 bilhões como uma forma de injeção de capital em financiamentos públicos.

Cook diz que continua a apoiar uma reforma fiscal em nível mundial, mas que qualquer mudança não deverá acontecer de forma retroativa, como a Comissão Europeia está tentando fazer. Por sua vez, o governo da Irlanda retomará as discussões sobre o próximo passo nesse imbróglio nesta sexta-feira. Ainda não está claro se o país irá recorrer da decisão e nem se a Apple iniciará mais uma longa briga judicial.

Via: 9to5mac

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.