Tim Cook completa 5 anos como CEO da Apple e recebe mais de US$ 100 milhões

Por Redação | 24.08.2016 às 13:49
photo_camera Divulgação

Tim Cook completa hoje, 24 de agosto, cinco anos no comando da Apple. Nesta data, em 2011, o cofundador da Maçã, Steve Jobs, anunciava sua saída do cargo de CEO e recomendava Tim Cook como seu substituto.

Ao atingir a marca de cinco anos à frente da empresa, Cook desbloqueou bonificações concedidas no valor de mais de US$ 100 milhões, quantia vinculada ao seu mandato e à performance da Apple sob sua liderança. Os bônus de Cook incluem 700 mil unidades de ações restritas (RSU) que foram liberadas hoje como parte de um pacote de compensação e soma-se à sua primeira parcela de 280 mil ações – de um total de 6 que serão concedidas até 2021. A combinação resulta em 980 mil ações e possui um valor aproximado de US$ 106,7 milhões, baseado no fechamento das ações de ontem (US$ 108,85 cada).

Tim Cook

Uma unidade de ação restrita (RSU) é uma forma de compensação avaliada em termos de ações da empresa, mas esses papéis não são emitidos no momento da concessão. Na verdade, o beneficiado só as recebe em uma data posterior e, geralmente, na condição de ainda estar trabalhando na empresa. Em 2013, Cook solicitou que sua bonificação fosse modificada para ele aderir a um sistema de compensação baseado no seu desempenho. Outras 280 mil RSU´s serão dadas a ele todo dia 24 de agosto até 2021, ano em que ele receberá mais 700 mil RSU de bônus.

O patrimônio líquido de Tim Cook, assumindo que ele permanecerá na companhia até a mesma data do ano 2021 e que atingirá todas as metas de performance definidas, é estimado em mais de US$ 500 milhões, baseado em suas ações e nas RSU´s programadas. Ele já prometeu doar a maior parte da sua riqueza para instituições de caridade, incluindo todas essas bonificações acionárias. Em maio de 2015, por exemplo, o CEO doou aproximadamente 50 mil ações da Apple, o que representava na cotação da época algo em torno de US$ 6,5 milhões para instituições beneficentes não reveladas.

Cook supervisionou o lançamento do Apple Watch, do MacBook Pro com tela Retina, do Mac Book Air de 12 polegadas, de vários modelos de iPhone e iPad, do aplicativo Apple Maps, do Apple Music, do Apple Pay, da assistente virtual Siri, e muitos outros produtos desde que assumiu a companhia em 2011. Em 2012, a Apple se tornou a empresa mais valiosa do mundo e mantém esse título até hoje. Desde que o CEO foi nomeado, as ações da empresa subiram mais de 132%, valendo aproximadamente US$ 108 na cotação de hoje.

Via: MacRumors